Recomenda-se:

Netscope

Friday, June 18, 2010

Não és homem, não és nada!



A afirmação não se refere, obviamente, ao senhor acima, saido do calendário Dieux du Stade, mas digno de figurar numa iluminura medieval ou num romance.

Porém,a carapuça assenta que é um mimo em muito mancebo que por aí anda: ele é tratamentos de beleza,lipoaspiração, depilação integral, barba feita a laser, brinquinhos de ir ao pêssego, músculos esculpidos à força de pirulitos, camisolinha de menina, penteados " não me toques que mo estragas".
Não, não se defende o homem feio e a cheirar a cavalo. Mas tudo tem limites.
Os rankings publicados por sites e revistas da especialidade descrevem Javier Bardem, Viggo Mortensen e Daniel Day Lewis como "feios charmosos".
Em verdade vos digo que isto está bonito: então um homem alto, másculo, espadaúdo,com cabelos sedosos e barba de dois dias é feio? Será que as mulheres se tornaram tão enjoadas, tão assépticas, que não podem ver um homem digno desse nome?
Qual é a graça de abraçar uma criaturinha frágil, de sobrancelhas feitas, que tem medo de se despentear e que vai observar qualquer detalhezinho humano no corpo da parceira com olho clínico?
Que gosta mais dos seus abdominais do que da namorada, e demora mais tempo do que ela no lavabo/ cabeleireiro/esteticista/ cirurgião plástico?

Haja paciência.

Um homem pode gostar de moda e ter preocupações estéticas? Pode e deve, mas não a ponto de se tornar ridículo.

Uma coisa é ter gosto a vestir (e um homem elegante sabe estar bem sem grande esforço)cuidar da forma e não parecer um orangotango, outra é tornar-se uma versão efeminada do boneco Ken. Mas um cavalheiro sabe disso.
Bem fazem algumas selecções de futebol - que não a nossa - que só admitem três penteados: rapado, curto ou comprido, e nada de brinquinhos.
Enquanto estes hábitos perdurarem - e as mulheres apoiarem e andarem atrás deles feitas parvas (não há outro nome!) - bem podem queixar-se que suas excelências desaparecem sem telefonar, que as enganam, que fazem birras, que não sabem o que querem e por aí fora.
Estão a imaginar um D.Afonso Henriques, um Leónidas de Esparta, um D.Pedro I ou um Alexandre, o Grande, ralado com o penteado no meio da escaramuça?


Sim, eles tinham músculos trabalhados. De andar à espadeirada, e do treino que era preciso para caçar e andar ao ar livre à espadeirada. Aquelas coisas à homem que são apelativas desde que o mundo é mundo.
Mulheres, tratem de se pôr bonitas e tenham juízo.

Homens, menos, please...

Veste-te, que ainda te constipas!





Já sei que me vão crucificar por esta, mas não consigo engolir a "sensualidade" de Megan Fox. Tudo bem, a rapariga é bonitinha e está na moda. No entanto, quando olho para ela, não consigo abstrair-me de alguns pormenores vitais:

- A graça da menina está no look exótico cuidadosamente planeado: bronzeado (solário) cabelo preto ( tinta + extensões + alisamento japonês) + uma mão cheia de plásticas, para se parecer com a sua musa, Angelina Jolie. Antes de terem criado a imagem de " beldade de olhos azuis e pele cor de azeitona" Megan era apenas mais uma modelete da Maxmen. As imagens falam por si.

- Quando fala, entra mosca ou sai asneira: ora decalca a papel químico as palavras de Angelina Jolie em início de carreira (o velho e estafado discurso "sou selvagem, sou bissexual, blá blá blá) ora faz pior e disserta sobre caca, gases e orgias. Blargh.


- Criticam-na pelas orelhas de abano e polegares esquisitos: eu não sou de embirrar com coisas parvas, como os polegares das pessoas. O que me chateia mesmo é aquele ar de estrela-porno-cruzada - com-trailer-park-trash que a jovem starlet não perde, por mais brilhinhos que lhe ponham em cima. Não sei se é do excesso de bronzeamento artificial e alisamento capilar, o que é certo é que a moça não se livra de um ar meio seboso e porcalhote.

- Todavia, o mais importante é um " quê" que ninguém se lembrou de referir, que eu saiba. Não há elegância que sobreviva a uma má estrutura óssea. Não tem nada a ver com o peso. Não tenho nada contra corpos magrinhos, até com alguns ossinhos salientes -antes pelo contrário - desde que a estrutura óssea, tanto no rosto como no corpo, seja bem proporcionada. O que foi precisamente um dos detalhes que catapultou Angelina Jolie (aprecie-se ou não o seu tipo) para o estrelato. Megan Fox tem simplesmente um ar...mole e raquítico.

Ainda bem que a Megan não precisa da minha admiração para nada. Até que aprenda a representar, a criar a própria imagem e a saber estar como uma senhora, acho simplesmente que ela se esforça demais. A People pode dizer o que quiser. Veste-te, Megan, que ainda te constipas. Pelo menos para já.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...