Recomenda-se:

Netscope

Saturday, November 5, 2011

Eu embirro com... as leggings "da moda"

Alessandra Ambrósio para Victoría´s Secret - sim, nem a ela se perdoa. Leggings, só de quadris tapadinhos!



As leggings são daquelas peças que voltam a estar na berra por acaso, caem na graça das consumidoras e nunca mais saem de cena. Eu até compreendo que possam ser úteis ( com um vestido- túnica mais espesso, por exemplo) mas em geral, são difíceis de combinar e complicam muito a toilette. Na maioria das vezes, skinny jeans ou collants opacos são uma solução bem mais elegante. Não percebo a vantagem de enfiar leggings com tudo, se ainda por cima não ficam bem a toda a gente. Exigem um corpo esguio e sobretudo tonificado, porque não perdoam nada: nem celulite, nem rabiosques com um pouco de flacidez. Em pernas muito fortes ou traseiros maiores, é a desgraça. Quando vejo mulheres assim vestidas, vem-me imediatamente à ideia um queijo Limiano que ficou fora do frigorífico - sem ofensa ao queijo, nem às ditas senhoras.

Quanto à variedade de opções (leggings brilhantes, leggings de napa, leggings com buracos ) isso então, é um paradoxo que me escapa por mais voltas que eu dê à cabeça. Nada feito: as leggings estão para o século XXI como o fato de treino sintético esteve para os anos 90.
Só esta semana já tive duas visões desagradáveis: uma moça alta e rechonchuda com pernas de amazona, de leggings a imitar cabedal, que lhe faziam uma escada de celulite por ali abaixo... isto em pleno dia de sol. Ela não era mal feita de corpo - porquê, senhores, chamar a atenção para as suas falhas daquela maneira?

Hoje vi outra rapariga com um modelo menos espampanante, em algodão castanho claro. Apesar de ser magra e bem proporcionada, cometeu o erro de usar as suas "não calças" com uma camisola curta. Pimba: conforme ela caminhava, notavam-se todos os pulos e solavancos dos glúteos, que não eram exactamente de betão armado.

A culpa aqui, entenda-se, não é do rabo, mas das calças. Por muito tonificado, rijinho e perfeito que o "recheio" seja, as leggings não se inventaram para realçar o derriere e sim as pernas (daí o nome).

São feitas de tecido fino, sem bolsos nem costuras, precisamente para não se notarem por baixo de túnicas ou camisolões. Não servem para usar sem nada por cima, porque deixam a zona dos quadris demasiado exposta. Leggings " a descoberto" só no ginásio, ou nas aulas de dança - actividades que por sua vez ajudam a evitar o efeito Limiano...

4 comments:

Tamborim Zim said...

N gosto e n usaria, ainda q me assentassem bem. Pq se assim acontecesse do ponto de vista físico, ainda assim n seria verdade quanto à aura. Hélas.

menina lamparina said...

AHAHAHAHAHAHAHAH Parecem as nossas conversas no Sr. Albuquerque ou naquelas traseiras horrendas... :D

Tu sabes que eu concordo. Principalmente hoje. Porque hoje cruzei-me com uma miúda que envergava leggings.
Leggings num tom bege. Cru. Quase nude.
Com camisa.
Camisa branca.
Fraldada.

Conheceis o termo "pata de camelo"?
Exacto.
Tenho dito.

Imperatriz Sissi said...

O que o Sr. Albuquerque e as horrendas traseiras ouviram dava um escrito...eheheheh. Mas conheço um uso pior ainda para as camisas fraldadas: a tapar hot pants ultra curtinhos! Parece que sairam de casa a correr com a camisa do namorado vestida a tapar as calcinhas. Até calções de malha tenho visto. Com túnicas! Jesus.

Akira Ureshi said...

olha encontrei este post por acaso e concordo com todas as palavrinhas que foram escritas e confesso que so uso leggins para dormir ahahah eu tenho o traseiro assim para o grandinho e andar com essas coisas e sem uma tunica é impensavel nao saiu assim a rua tenho vergonha

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...