Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, November 1, 2011

Veramente bella


Considero Monica Bellucci uma das mais belas criaturas de sempre. É uma beleza clássica que seria aclamada em qualquer época, calcando aos pés cânones efémeros; tão linda que a sua beleza e classe não dependem da idade, de estar mais gorda ou mais magra, nua ou vestida. Por vezes aparece menos bem penteada, com um ar ligeiramente cansado, mais cheiinha- e continua espantosa. Quando o vestido não é oh la la, Monica é. Com uma curva a mais. Com uma curva a menos. Não importa. Aos vinte anos era perfeita e continua a sê-lo aos quarenta e muitos, como se o tempo a transformasse sem a degradar. E por muito sensual que apareça, por mais despida que esteja, por mais sinuosas que as suas formas sejam, Monica nunca é vulgar. Há sempre algo de digno e inocente na sua imagem, que nos faz recuar de admiração.Talvez porque, como boa italiana, vive intensamente, ama, gosta de comer, diverte-se, descabela-se.
E mesmo descabelada é fabulosa. Sem posar parece uma boneca de Manara. Veja-se acima, numa pausa entre fotos na mais recente sessão para a Dolce & Gabanna na companhia da novíssima, magríssima e mais- que-bonita Bianca Balti, a quem não resta mais nada senão arredar-se. É a Monica Bellucci, querida. Ajoelhe e desespere.

1 comment:

barcelence said...

É isso! Depende de gostos pessoais mas realmente a silhueta ideal e mais cobiçada, pelo menos para mim, é a representada pelo Manara que só difere de uma personagem para outra em cor de cabelo e de olhos.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...