Recomenda-se:

Netscope

Saturday, December 24, 2011

Considerações Natalícias

Custou, que desta vez o meu espírito de Natal sobre humano parecia não querer funcionar. Mas uma pessoa não pode fazer vontade ao corpo, e como eu digo sempre, se não há espírito de Natal, força-se um pouco que ele aparece!
Tive de puxar mais pela cabeça para encontrar os presentes certos. Mas está feito. Já fiz a minha boa acção secreta de Natal, e acreditem que este ano foi grandinha. A árvore está um primor, mas
apetece-me dar traulitada ( apesar da quadra) nos senhores que a venderam. Imaginem, comercializam árvores naturais " para plantar" e depois cortam-lhes as raizes rente...só para poupar num vaso de plástico! Pobrezinha, vai precisar de muitos cuidados para continuar a crescer. Espero que sobreviva, como outras que enfeitámos e depois devolvemos à terra. Brutamontes!
Os embrulhos ficaram giros como sempre - graças a nós, porque os das lojas já não são o que eram e em Portugal não há casas especializadas nesse serviço como nos Estados Unidos. Sem hipótese de os mandar fazer a quem sabe, é comprar papel - a trabalheira que dá encontrar papel do bom - sacos bonitos, etiquetas e laçarotes e deitar mãos à obra. Não houve muita confusão nas compras ( ou toda a gente tratou delas com antecedência, ou a crise está mesmo a sentir-se, o que me entristece muito) mas ainda me ri um bocadinho - não resisti - das pessoas com cara de tacho na fila do bacalhau. Parecia o racionamento da Segunda Guerra Mundial! Felizmente cá em casa preferimos outras coisas. Olha esperar na "bicha" por um peixe seco! Não me faltava mais nada...
Ainda há muito por fazer, desde a preparação da Consoada ao arranjo das mesas, por isso passei aqui para vos desejar um Natal 2011 (ou um solstício de Inverno) muito feliz, com uma canção da amiga Kate Bush que eu adorava em pequenita...
 Que o Deus renascido vos dê aquilo que mais desejam. Menos aos meninos que se portaram mal. A esses, espero que o Pai Natal e o Menino Jesus tragam só uma coisa: JUÍZO. (Podia pedir uma tareia mestra com aquelas bengalas de Natal; seria divertido mas não condizia com o lema da boa vontade e blá blá blá).

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...