Recomenda-se:

Netscope

Monday, January 17, 2011

A primeira decisão de 2011

Hoje acordei mais bem disposta do que nunca e fui atingida por um raio cor de rosa de iluminação. Assim de repente, pareceu-me claro que o orgulho é um dos meus piores defeitos. Não aquele orgulho rancoroso, que eu até sou menina de estender a mão ao adversário. É o tipo de orgulho que nos faz "ser superior" a certas ofensas e morder a língua em nome do que se chama "ter classe". Talvez isso tenha a ver com a minha educação, que me preparou para ser uma senhora - não tomar a iniciativa, não revelar o que sinto, moderar a minha impetuosidade natural, não discutir com gente malcriada - mas a verdade é que às vezes não funciona. Porque há pessoas que não percebem. E que confundem reserva, desprezo, silêncio e cautela com arrogância ou pior, com medo ou fraqueza - duas coisas de que estou tão livre como de ser freira. Realmente, não sou superior a ninguém e tenho tanto direito a manifestar o meu desconforto ou desagrado como qualquer outro mortal. Sempre com moderação, claro. E quem não gostar, tem sempre a opção de dar meia volta, porque Deus Nosso Senhor nao nos deu costas para outra coisa.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...