Recomenda-se:

Netscope

Thursday, April 12, 2012

Belle Époque is back


Com o 100º aniversário do Desastre do Titanic e o sucesso de produções de época como Downton Abbey,   vemos regressar às ruas tendências inspiradas na Belle Époque (aprox. 1890-1914). 
Esta foi uma era dourada em que a rigidez e sobriedade vitoriana no estilo de vida, decoração e vestuário deram lugar à luminosidade, à ostentação despreocupada e a uma certa "joie de vivre" que não mais se repetiria após a I Guerra Mundial. 


 Com o desaparecimento da Rainha Victoria (1901) os trajes graves e recatados foram gradualmente substituídos por visuais vaporosos, fluidos e cheios de graciosidade, que enalteciam as formas femininas.  O novo estilo decorativo, a Art Nouveau - repleto de elementos fluidos, luminosos e naturais - fazia furor e reflectia-se não só nos ambientes (que perderam os cretones pesados, as salas misteriosas e os móveis severos) mas também na forma de estar, de receber, de vestir.

 Cores suaves, inspirações feéricas e orientais popularizaram-se. Surgiram espartilhos menos restritivos - os chamados "health corsets"  que conferiam a silhueta alongada e sinuosa  "de pombo" ou "em S" - e novidades como as harem pants (curiosamente presentes nas colecções deste ano). As saias perderam roda e os pés começaram a aparecer.
O ideal de beleza Eduardiano era a senhora madura, bem nascida, sofisticada, com pele de porcelana, faces rosadas e cabelo escuro, personificada pelas " Gibson girls". 
Enquanto as mulheres lutavam pelo direito ao voto, os cuidados de beleza democratizaram-se: surgiram os primeiros salões de estética, ainda frequentados com alguma discrição (pretendia-se parecer naturalmente abençoada por Vénus) e a maquilhagem deixou de ser usada às escondidas.  
Pó de arroz, "enamel" (uma base branca que continha chumbo) tinta para os lábios (conseguida à base de papoila) e rouge deixaram de ser apanágio de cortesãs e actrizes, tornando-se "de rigueur" entre as senhoras de sociedade.  
Em termos de inspiração esta é uma das minhas épocas preferidas, por associar tecidos leves,  cores mágicas e riqueza de texturas a uma confecção de estrutura impecável. A tendência é particularmente visível em acessórios, casacos, saias maxi, blusas elaboradas e vestidos de noite para eventos formais.
                                    
                                             Marc Jacobs para Louis Vuitton, Outono Inverno 2012



4 comments:

Julie D´aiglemont said...

Adorei este post!

Tamborim Zim said...

Délicieux! Amo este blog. Salve Imperatiz:)

Imperatriz Sissi said...

Muito obrigada,Julie! O tema condiz um bocadinho com o seu nome, apesar de este ser mais vitoriano. Duas épocas que eu adoro nas roupas, no estilo de vida, nas artes...

Beijinho :*

Imperatriz Sissi said...

Merci, ma chère e mui talentosa Tamborim :). You honour me. Beijinhos :**

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...