Recomenda-se:

Netscope

Sunday, August 19, 2012

Dos forretas

O meu irmão convenceu toda a gente cá em casa a seguir Two and a half men e, não sendo uma série preferida, vê-se sempre com agrado. As personagens são simpáticas, mas carregadas de  defeitos. Apesar disso, parece-me que é suposto o espectador simpatizar com os azares de Alan Harper, o mais desgraçado dos dois irmãos: ele é amável, ligeiramente neurótico, recalcado, fraco e bem intencionado, com grandes problemas de auto estima ao contrário do hedonista Charlie, a quem tudo corre bem. Mas eu não sou capaz de ter pena dele, devido à sua mesquinhez e avareza. Eis um defeito que não suporto em ninguém e num homem, pior ainda. Não se trata obviamente de ser poupado, regrado, ou de viver espartanamente por necessidade - tudo isso são virtudes que cabem a uma pessoa equilibrada.


Deus nos livre de mulheres gastadoras, interesseiras e  ambiciosas, que se aproveitam da generosidade de namorados ou maridos; mas nenhuma mulher com respeito próprio gosta de um forreta. Chego a torcer para que a personagem fracasse a cada episódio. Alan prefere ir preso por atentado ao pudor a gastar 60 dólares num hotel para passar a noite com a namorada; anda sempre a ver se foge às suas responsabilidades, se não paga a sua parte, a aproveitar-se, a encostar-se aos outros, a tentar safar-se, a dar desculpas para não gastar um tostão - e depois queixa-se de que ninguém o respeita, e que tudo lhe corre cada vez pior.
Embora os cavalheiros estoira vergas, perdulários e doidivanas  sejam igualmente de evitar- são pessoas que arruínam uma casa em dois tempos - esse defeito, apesar das desastrosas implicações práticas e de reflectir um certo egoísmo, vem geralmente de um espírito infantil, brincalhão e irresponsável que, com a devida orientação, pode ser corrigido. Superar uma natureza mesquinha e avarenta é muito mais difícil. Quem é mesquinho e agarrado aos bens materiais não é caloroso, desconhece a generosidade, a bondade, a alegria de fazer os outros felizes, de mimar aqueles a quem diz querer bem, a solidariedade. Um sovina não estima ninguém: potenciais namoradas, filhos, amigos. Tem uma natureza reles, miserabilista, ou como os anglo saxónicos traduzem muito melhor, cheap. E essa frieza, insensibilidade e chinelice traduzem-se em muitos outros aspectos. O forreta empedernido é sempre um biltre e um oportunista sem vergonha, que não se importa de engolir insultos ( quase sempre a cobardia anda de mãos dadas com a avareza) nem de fazer tristes figuras em público ("esqueci-me da carteira pela milionésima vez") desde que isso não lhe custe dinheiro. Não sabe ser feliz e muito menos contribuir para a felicidade de ninguém. Graças aos céus nunca me relacionei de perto com nenhum - ou porque os avarentos me assustem de tal maneira que por mais interessantes que pareçam eu sou incapaz de reparar neles o suficiente para criar uma amizade, ou porque não tenho cara de quem atura sanguessugas, ou porque há qualquer coisa em mim que assusta os sovinas. Dá muito jeito ser poupada sem contudo o parecer...

8 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Lolol muito bom post, eu conheço alguns avarentos e também não suporto, porque são pessoas que não se pode convidar para um jantar, para um café, etc.
Deste-me ideia para um post :)

Imperatriz Sissi said...

Que bom, depois quero ler :D

Panurgo said...

Primeiro, é estar à beira dos trinta. Agora, é ser sovina. E a seguir?... =( sniff, sniff...

Imperatriz Sissi said...

Ó Panurguinho da minha alma! Não me digas que és forreta! E eu que sempre te imaginei entre o hippie e o niilista...

Panurgo said...

Hippie?????????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Cristina Torrão said...

É tudo verdade o que dizes sobre os forretas e eu já sofri na pele (por assim dizer) o egoísmo de um. Mas acho o Tio Patinhas um querido, não sei porquê... ;)

Imperatriz Sissi said...

Yup. Livre, desprendido...

Imperatriz Sissi said...

Também o acho fofo. Talvez por ser escocês...ou talvez por o Donald, o Peninha e a Maga Patalógica lhe fazerem a cabeça em água...(a Maga e o Biquinho são os meus preferidos).

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...