Recomenda-se:

Netscope

Friday, August 31, 2012

Olha que choras com razão!

Se há coisa que me põe fora de mim e que acorda a peste que vive cá dentro (ninguém é perfeito) é que me façam acusações parvas, disparatadas, sem nexo e obviamente falsas. Conhecem o género - quando alguém procura ler nas nossas atitudes, sem nos perguntar, sem uma conversa franca, um determinado comportamento que só existe na sua cabeça. Sempre me responsabilizei pelo que faço; se erro peço desculpa e procuro reparar os estragos, o que é justo é justo. Agora, quando eu estou inocentemente minding my own business, cheia de boas intenções (ou sem nenhumas) e alguém perde o seu tempo a ver-me à lupa, a observar-me, a tentar encontrar motivos para me culpar de alguma coisa e depois se atreve a apontar-me o dedo, então perco toda a bondade, cortesia e diplomacia. Não sou, por natureza, uma pessoa que se desdobre para agradar ou impressionar. Procuro ser amável ou mesmo generosa com quem me rodeia, mas what you see is what you get. Nessas alturas, porém, até isso desaparece. E tenho vontade de aplicar a regra lá de casa, ou seja, de fazer muito pior e de lhes dar boas razões para reclamar. Se tenho a fama, tenho o proveito, mais vale sê-lo do que parecê-lo, ora essa. Os meus pais nunca toleraram crianças queixinhas e dissimuladas, nem choraminguices sem motivo. Por isso, quando alguém esboçava vontade de fazer uma birra injusta, lá vinha o bom e velho " ou esta criança acaba com isso, ou chora com razão". Era remédio santo. 

7 comments:

*C*inderela said...

E mais nada, também sou assim, já que te queixas ao menos que tenhas motivos, mas, confesso, que já não ligo a certos idiotas. Às vezes ignorar é o melhor remédio.

Bjokas

Imperatriz Sissi said...

É o melhor remédio, mas aplicado vezes sem conta cansa. Nesas alturas, mais vale dar motivos ;)

Imperatriz Sissi said...

Aliás, "nessas"

menina lamparina said...

É horrível. Cansa-me mesmo, mesmo a sério. Acontece-me imensas vezes ser alvo de uma qualquer vontade de discórdia fundamentada em nada... Mas ao contrário de ti, não me irrito nem me apetece dar-lhes "motivos para chorar". Ignoro.

Urso Misha said...

infelizmente é tão normal , tão fácil dizer mal e mandar abaixo que se torna banal e é-se tão criticado quando se diz bem e faz-se de advogado do diabo pela positiva, as pessoas são tão tristes (ok, nem todas)

Imperatriz Sissi said...

Não resisto. Acusações injustas tiram-me do sério...entro em modo rebelde.

Imperatriz Sissi said...

Totally...

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...