Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, September 26, 2012

Casa dos Segredos: serei normal?


                                                      Um genérico tão engraçado para isto...


Pergunto porque a cada blog em que vejo o programa mencionado, comentado, dissecado ao milímetro (a pontos de gente supostamente séria, com alguma cultura geral e outros interesses, saber os nomes dos protagonistas, quem são os "heróis" e quem são os vilões) assaltam-me as mesmas dúvidas e tenho receio de  bater sempre na mesma tecla, no maior espírito rezingão. 
Eu não consigo, porque não sou mesmo capaz, de achar graça, nem mesmo uma graça secreta ao estilo guilty pleasure, àquele programa. Como não achei ao Big Brother, embora a primeira edição gerasse uma inevitável curiosidade e tivesse alguns protagonistas que era impossível não reparar neles. Desta vez, ao fazer zapping, reparei no vestido (muito giro, é verdade) da Teresa Guilherme  e no genérico, que é engraçadíssimo. Quem vir aquela abertura cheia de unicórnios, super heróis e cenários míticos julga que está ali uma coisa interessante. Mas não. É só mesmo imaginação de estagiários super motivados. De resto, sou incapaz de olhar.

 - Primeiro, porque até gosto de pessoas simples e genuínas, mas gente que faz questão de ser rude e boçal já me causa aflição, e é precisamente isso que o programa procura. E gente esquisita a querer ser rica e famosa mete-me medo.

- Segundo, porque fomentar comportamentos promíscuos e a sua exploração em nome das audiências tem um nome, e não é um nome bonito. O mais esquisito é que ao que parece, pelo menos 50% dos concorrentes tem de ser assim , ou não há programa. A obsessão do português pelo deboche e pelo brejeiro, quanto mais decadente mais divertido, arrepia-me toda. Reality show como é podia ter outros temas, mas não. Portuguesinhos: há quase 40 anos que é permitido falar de sexo à vontade em Portugal, ver filmes de malandrice e comprar revistas com senhoras nuas. Quando é que deixa de ser novidade? Será que não há português que não reaja como um garoto de 11 anos "ahhhhh....ihihihihihih" quando se fala em coisas mais velhas que os montes? Quando é que, neste país, se acaba a idade do armário? Ou não passámos do Paleolítico e estamos numa de considerar a "Casa dos Segredos" um culto à fertilidade?

- Terceiro, se é para assistir a intrigas, não é preferível a boa e velha telenovela? 

- Quarto,  o meu grande problema: a imagem e a sonorização são uma treta monumental. Não há legendas. Mesmo que eu hipoteticamente quisesse perder tempo precioso da minha vida que ninguém me devolve e matar neurónios a ver aquilo, mesmo que os concorrentes estivessem a discutir a pedra filosofal, não conseguia perceber népia do que dizem. E isso torna o programa chato, para além de ser um programa mau. Chato, aborrecido, horrivelmente maçador. Nem sequer desperta curiosidade. Para ver um reality show, antes os do E!, que têm guião, edição que se perceba e legendas.

E para além destes pontos, não percebo o que é que se pode discutir mais sobre a Casa dos Segredos, o tal programa "que ninguém vê mas de que toda a a gente fala". Mas falar de quê, por Júpiter?

10 comments:

Jedi Master Atomic said...

Há pessoal que vive mesmo aquilo. Eu nunca vi nenhuma edição, embora tenha visto o 1º Big Brother, a espaços (quem não se lembra do famoso pontapé do Marco...lol).

Mas enquanto houver audiência, há programa, portanto não culpes o programa.

menina lamparina said...

Subscrevo na íntegra!!! "Para ver um reality show, antes os do E!, que têm guião, edição que se perceba e legendas." - exactamente. E se quisermos coisas ainda mais ocas, há sempre o TLC! :)*

Colour my life said...

Já quis falar disso, mas arrisco-me a ser repetitiva. Não há muito sobre o que falar. É sempre a mesma gente, o mesmo formato, as mesmas intrigas a mesa volúpia serrana.

Imperatriz Sissi said...

É verdade, Jedi, mas a capacidade do português para a depravação parola nunca deixa de me espantar. A minha alma anda sempre parva!

Imperatriz Sissi said...

True. Pelo menos o TLC mostra gente tão estranha que ainda é capaz de gerar alguma curiosidade. A casa dos segredos tem sempre o mesmo elenco: trolhas, troias e companhia.

Imperatriz Sissi said...

My thoughts exactly.

Urso Misha said...

Falem sobre os Borgia, a nova temporada do Boardwalk Empire, por ex.

Concordo em pleno com o segundo.

o mainstream é o que governará as conversas por norma. claro que os eruditos não falarão de tal programa e até teriam vergonha de o dizer, mas é a sociedade. só tenho pena de em 20 pessoas olho e vejo algumas 12 ou mais cópias, quase todo(a)s iguais...

Fashionista said...

eu confesso que nem tenho paciência para ver!

Imperatriz Sissi said...

É o que temos, Urso Misha, é o que temos.

Imperatriz Sissi said...

Duas. Zero paciência para malucas de bikini e Guidos a grunhir coisas incompreensíveis.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...