Recomenda-se:

Netscope

Monday, September 24, 2012

Eu embirro com: The tide is high (Hino Oficial das Mulheres da Luta)

                                         
Esta canção, pelo menos nas versões cantadas por mulheres, sempre me mexeu com os nervos - não pela melodia, que é gira e orelhuda, mas pela letra idiota. Ainda no ensino básico, lembro-me de a ouvir e estranhar imenso que uma rapariga dissesse coisas como "todas te querem, mas vou esperar por ti e aguentar a pressão e as provocações até ter uma oportunidade". Por mais que matasse a cabeça, não me entrava como é que uma mulher fazia/cantava tal raciocínio com tanta naturalidade, como se sujeitava ao papelão de guerrear com outras, de esperar como um cãozinho fiel pelo "privilégio" de tentar a chance com um caramelo que não gostava realmente de nenhuma. 
Já adulta continuei a não entender as mulheres que procuram ser escolhidas em vez de escolher. Será que se têm assim em tão pouca conta? Que metem na cabeça gostar de um homem fora do seu alcance? Que acham mais piada ao facto de deixar as outras verdes de inveja e andar em disputas do que ao homem em si? Ou que nunca foram bem amadas e não sabem o que isso é? Suponho que seja isso. Que desconheçam as alegrias de uma atracção fulminante e mútua, a incrível sensação daquela pessoa que achamos perfeita, quase irreal, pensar o mesmo de nós, precisar de nós tanto quanto precisamos dela. De não penar para receber uma mensagem, uma atenção, uma palavra bonita. De saber que somos o primeiro pensamento do outro logo de manhã e antes de deitar. De fazer efectivamente parte dos sonhos, dos desejos, dos planos "dele" sem  esforço, angústias, manipulações e pressões;  de estar certa, sem precisar de pensar no assunto, de que não há rival nem interferências. Ou seja, estar com quem nos deseja de todo o coração, com os sentidos e a alma voltadas para uma única pessoa. Contentam-se com pouco e sofrem por migalhas. Vai-te embora azar... Ora reparem neste verdadeiro ode à mulher ridícula e sofredora profissional, que se esforça, desunha, descabela e não desiste:


The tide is high 
But I'm holding on 

I'm gonna be your number one 

I'm not the kinda girl 

Who gives up just like that (Oh no) 

It's not the things you do 

That tease and hurt me bad 
But it's the way you do the things 
You do to me 
I'm not the kinda girl 
Who gives up just like that 
*Oh no* 


Every girl wants 

You to be her man 
But I'll wait my dear 
'Til it's my turn 
I'm not the kinda girl 
Who gives up just like that 
Oh no 


The tide is high 

But I'm holding on 
I'm gonna be your number one 
The tide is high 
But I'm holding on 
I'm gonna be your number one 


But you know that 

I'm gonna take 
My chance now 
I'm gonna make 
It happen somehow 
And you know I can 
Take the pressure 
A moment's pain for 
A lifetime pleasure 

2 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Lol também dispenso este tipo de músicas.
Baixa auto-estima.

Imperatriz Sissi said...

São deprimentes, se pensarmos que há quem realmente proceda assim...

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...