Recomenda-se:

Netscope

Thursday, September 20, 2012

Nasci na época errada...

...digo-o muitas vezes, e a fase entre o período Vitoriano e a Belle Époque, em Paris pelo menos, era uma das que mais me convinha: pelo estilo de vida, pelas modas, pelos hábitos, pelo espírito, pela linguagem...e por outras coisas também.

Ora vejam como os jornalistas e escritores eram tratados nessa altura:

"Jaime Rival (...) o famoso cronista (...) ganha aqui trinta mil francos por ano para escrever dois artigos por semana. (...) Norberto de Varenne (...) o poeta (...) outro homem de grande cotação. Cada conto que nos dá custa trezentos francos e os maiores não têm mais de duzentas linhas".

Guy de Maupassant, " Bel Ami"

Curiosamente, algumas mulheres começavam nesse tempo a viver lindamente da escrita, às claras, e não só de romances elaborados no aconchego do lar. Alexandre Dumas Filho refere que uma das mais engraçadas folhetinistas de Paris ganhava mais com a sua pena do que as actrizes com a sua voz, as senhoras de sociedade com o seu dote e as cortesãs com os seus encantos. É certo que não havia cá Word, nem computadores, tablets, internet e outras engenhocas que tanto facilitam o nosso trabalho, mas olhem que não sei se não se evoluiu para pior...pergunto-me no entanto o que pensaria a boa sociedade desse tempo do fenómeno na blogosfera. Imaginam os grandes autores a blogar? Como seria o blog de Eça de Queirós? Chique a valer, decerto...

7 comments:

Jedi Master Atomic said...

Tinhas era que ter cuidado com a guilhotina :P

S* said...

Uma época que me fascina, de escrita nobre.

L' Amoureuse said...

Ahaha, eu acho que se o Eça fosse desta época era bem capaz não ter escrito os Maias, mas um blog mais ao género do Arrumadinho ou outro.
Bjs

Imperatriz Sissi said...

Nessa altura a guilhotina já andava sossegadita...

Imperatriz Sissi said...

Ainda se punha requinte no discurso, S*

Imperatriz Sissi said...

Um blog teria de certeza. Seria ele e o Oscar Wilde. Mas estou mais a ver o Eça a usar o Arrumadinho para criar uma das suas personagens, do que a ter um blog ao estilo dele. Um espaço onde se discutisse elegância e costumes, isso era o mais provável, mas com o seu delicioso estilo acutilante. Ele pasmaria para o Chiado hoje! Não faltariam decerto indivíduos ao estilo Dâmaso ou Primo Basílio que lhe dariam vontade de "rolar Chiado acima, Chiado abaixo" à bengalada. E que teria ele a dizer dos wannabe "hypsters" e de certas meninas " da moda"? Havia de ser bonito. Claro que haveria também as mulheres que ele classificaria sem hesitar como "as nossas primeiras elegantes". Beijinho

Tamborim Zim said...

Eça, my beloved! Impõe o teu estilo Imperatriz, cruza e transcende as épocas, keep the good work:)

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...