Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, September 25, 2012

Para quem se vestem as mulheres?

Não é preciso ir tão longe - mas a Playmate dos anos 70 representa o ideal de beleza visto por eles: cabelos longos, formas femininas e trajes reveladores
A questão é velha e complexa. Para quem se vestem as mulheres - para os homens, umas para as outras ou o que parece ter-se convencionado dizer, para si próprias? 
E o que nos torna mais bonitas? Há um meio termo que permita manter a classe, divertir-se com a moda e ao mesmo tempo, agradar ao sexo oposto? Ouvi algures "sometimes, it takes a man to dress a woman". Quem defende esta ideia considera que é preciso um homem - um homem apaixonado por mulheres, bem entendido - para saber o que as favorece... e que as mulheres só fazem disparates quando tentam provocar a inveja ou admiração das amigas, colocando o estilo acima da sensualidade e aderindo a opções interessantes do ponto de vista artístico em vez de se cingirem ao mais esteticamente apelativo, próximo das suas formas naturais e dos ideais que vigoraram durante séculos. Coco Chanel tinha uma opinião contraditória sobre o assunto - as mulheres vestem-se para os homens, sim senhora, mas é preciso outra mulher para saber como isso se faz e manter a moda simultaneamente sexy, confortável e possível de usar. " A moda tornou-se uma piada. Os designers esquecem-se de que existem mulheres dentro das roupas. A maioria veste-se para os homens e quer ser admirada, mas também precisa de caminhar e entrar num carro sem rebentar as costuras. As roupas têm de ter uma forma natural" defendia a criadora, que detestava a ideia dos seus colegas gay ditarem como uma mulher devia parecer aos olhos masculinos e os cânones impossíveis que impunham.
                                      
                    A top Eva Herzigova no início e no final dos anos 90: de bombshell do wonderbra a modelo trendy. A primeira   imagem apela ao público masculino heterossexual; a segunda, às mulheres e público fashionista, mais vocacionado para o aspecto artístico e subjectivo da moda.

 É sabido que há roupas e acessórios que nós adoramos usar, mas que eles detestam: é o caso das calças harem ou saruel, que escondem completamente ancas e glúteos. Podem ser muito trendy e confortáveis, mas não reúnem grande simpatia na ala masculina. Se repararmos nos cartoons das revistas para eles, as mulheres bonitas são sempre desenhadas da mesma maneira, o que nos dá uma ideia das eternas preferências: longos cabelos claros; olhos grandes; boca sensual e trajes a delinear curvas sinuosas. Uma Brigitte Bardot a duas dimensões, portanto, que reverte para os velhinhos ideais de fertilidade. Um texto interessante  sobre o assunto é do autor, rebelde e ocultista Anton La Vey, que num dos seus livros, dedica vários capítulos à roupa feminina e em particular, à história da lingerie e saltos altos. É uma reflexão quase poética, baseada nos instintos e símbolos primordiais, mas ainda assim instrutiva:

 "  Mulheres que odeiam homens e homens que odeiam mulheres formam a maior parte da indústria de moda (...) Uma mulher não foi desenhada para parecer direita de alto a baixo, e no entanto muitos estilos e designers cultivam esta imagem. As protuberâncias que as mulheres procuram esconder são o princípio feminino numa forma curvilínea; são de evitar as formas direitas, côncavas ou angulares, que diminuem as dimensões curvas sinónimos de uma mulher, da qualidade táctil que diz à visão masculina "abraça-me, aperta-me". De um ponto de vista feminino podem parecer atraentes, porque lhe são opostos. Mas não devem ser usadas na forma de arte mais próxima de si - o seu próprio corpo.  O vestidos devem ser o mais possível apertados na cintura (...) evitem os vestidos império; destroem a cintura natural. O melhor decote é sempre em `V´, mas a blusa de camponesa é um clássico. Os saltos altos são sinónimos de feminilidade.  Algo mágico acontece quando uma mulher usa saltos altos.  Obrigam o corpo a formar três "S", a tradicional curva da beleza, a curva serpentina do mistério, o epíteto do contorno fluido, feminino. Pode chamar-se a isto uma trindade pouco santa...uma só curva dessas é um dispositivo de atracção positiva mortal, mas com três curvas em "S" sobrepostas o efeito não pode ser ignorado. Ninguém está imune a esta geometria...seja no pescoço do cisne, ou na estranhamente apelativa estrutura da Montanha-Russa. Este efeito é devastador quando uma mulher começa a caminhar...é impossível andar de saltos altos sem balançar nem exagerar as curvas: é a linha natural da beleza combinada com o movimento que é a dança da vida. Em suma, uma mulher não tem de "tentar" caminhar de forma sexy quando usa saltos - isso surge naturalmente! ".

                
E o estilo e as tendências, onde ficam? Ter o melhor dos dois (neste caso, três) mundos passará sem dúvida por cada mulher estar atenta ao que lhe fica bem sem deixar de acompanhar as novidades, por evitar a condição de fashion victim e ter os padrões clássicos como linha orientadora sem, por outro lado, cair no extremo da vulgaridade.  Nesta estação, com a figura feminina a ser enaltecida, não há tantos riscos de se cair numa androginia fashion, tão ingrata aos gostos masculinos. No entanto, os especialistas na matéria afirmam que os homens têm dois tipos de mulheres que consideram atraentes: a mulher caricatural e aquela com quem gostariam de se relacionar. Nenhum terá ficado indiferente à personagem de Megan Fox em Transformers, mas quantos pensariam em levar uma namorada assim a conhecer os pais? Falemos porém numa Penelope Cruz, Scarlett Johansson ou Mila Kunis - que nada lhe ficam a dever em feminilidade ou sensualidade - e a resposta será diferente. Encontrar o equilíbrio certo entre a expressão fashionista, um estilo próprio e a beleza clássica é um exercício de elegância como tantos outros...

           
     

5 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Adorei o post :)
O segredo é mesmo esse, combinar o estilo pessoal, com moda e com aquilo que nos fica melhor. Pelo menos é o que tento! :)

Imperatriz Sissi said...

Same here :) Achoq ue sou daquelas que se veste para si mesma, mas se receber elogios das meninas e do sexo oposto também não me queixo :D

Just José said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Imperatriz Sissi said...
This comment has been removed by the author.
Tania Argent said...

Por isso é que o meu namorado vai sempre comigo às compras XD
Bj

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...