Recomenda-se:

Netscope

Monday, November 5, 2012

O encanto da "barriguinha de cerveja"


                              
Este texto, alegadamente escrito por uma sexóloga brasileira, tem andado a correr as redes sociais e já é a segunda pessoa das minhas relações que me chama a atenção para ele. Desta feita, um amigo incentivou-me a dizer algo da minha justiça sobre o assunto para a realidade portuguesa. Conta ele que testou a veracidade desta teoria em primeira mão. "Desde que comecei a ganhar peso e barriga comecei a ter mais solicitações e a ganhar confiança em mim mesmo e, estranhamente, ao assumir isso e a dizer que não me importava com a figura, que o que conta é a personalidade, deixo as outras pessoas e as suas inseguranças mais à vontade...Estou farto da apologia dos corpos perfeitos e esbeltos". Passe a generalização e um certo exagero, alguns aspectos citados na crónica vão ao encontro de algumas ideias que tenho defendido aqui e ali  no Imperatriz, como por exemplo, a aversão aos " malditos metrossexuais" e a necessidade do regresso ao homem despachado, desempenado, com atitudes varonis. Dizia eu, recentemente:

O ideal está algures no meio: sem exageros, nem desleixos. Embora as revistas mostrem uma imagem retocada do homem perfeito, a maioria das mulheres ia perder a paciência se tivesse de suportar um tipo obcecado com a sua aparência, mais preocupado com as medidas do que em “cumprir os seus deveres”, se me faço entender. O lugar dos personal trainers é no ginásio, não em casa.  Uma das coisas fascinantes a vosso respeito é a rapidez com que se arranjam para sair. Estilo “ soou o alarme e aqui estou pronto para lutar”
 Um cavalheiro está sempre pronto. 


Cada mulher tem o seu tipo, mais coisa menos coisa. Se me perguntarem eu citarei inevitavelmente um homem que se pareça com isso mesmo. Ocorrem-me  um jovem Gerard Depardieu, Charles Mesure, Sébastien Chabal, Brendan Fraser, Liam Neeson - grandalhões com charme e um certo ar de gladiadores ou jogadores de rugby, mas sem músculos de ginásio. E também Hans Matheson, Aaron Eckhart, Vincent Cassel - não necessariamente super homens, mas todos eles senhores de carisma e galhardia, elegantes sem excessivas preocupações com a imagem. A barriga é meramente simbólica; não é a barriguinha - que em alguns cavalheiros, tem um certo encanto - ou o abdómen mais ou menos liso e definido que fazem um homem. Está tudo numa atitude máscula, à vontade: nem um Nero decadente, nem um Narciso deprimente. Escrevi também:



Estão a imaginar um D.Afonso Henriques, um Leónidas de Esparta,  um Alexandre, o Grande, ralado com o penteado no meio da escaramuça?
Preocupado se tinha um perímetro abdominal assim ou assado?

Se a depilação estava em dia?

Sim, eles tinham músculos trabalhados. De andar à espadeirada, e do treino que era preciso para caçar e andar ao ar livre à espadeirada. Aquelas coisas à homem que são sexy, topam?


Ou seja, não é tanto a barriga ou os abdominais, mas a sua origem e o que se faz com isso. As mulheres querem homens descontraídos, que as façam sentir-se protegidas e à vontade. Que lhes digam que estão lindas e sejam despistados para os pormenores que só elas vêem. A maioria é tão preocupada com o seu aspecto que a última coisa que deseja é um "inspector das medidas" a vigiar-lhe a dieta e cada curva do corpo com frieza cirúrgica.  Como é óbvio, um senhor que goste de se mexer dificilmente terá barriga. Não é isso que fará dele um vaidoso. O rapaz que se fecha todo o dia no ginásio a burilar-se à lupa, que mede os músculos, que diz " não me toques que me despenteias" esse é realmente de fugir. Conheço o género e entre esse e o barrigudinho giro, venha o segundo. Homem que é homem gosta de comer e beber, de se divertir, de apreciar uma mulher no seu todo. E acima de tudo pode gostar de mulheres bonitas, mas não quer uma mulher troféu. 

10 comments:

Ariana said...

Deus dos Céus, Imperatriz Sissi. Que textão! Confesso que, ao início, o título me fez confusão, ahahah, mas o texto está tão bom, tão bom, tão bom! Tal como os outros dois cujo link deixaste aqui. Mas sabes que isto deixa uma mulher deprimida, não sabes? :D

Mas é verdade, Imperatriz Sissi. Tal como a tua avó, que referiste no texto da Sopeira e descreveste como uma autêntica Rainha, linda e interessante mas tímida e reservada, "às direitas", faltam Rainhas no mundo mas principalmente os Reis que referiste, alegres, fortes, orgulhosos, prontos para o que der e vier, e ferozes a proteger as Rainhas.

Apetece-me partilhá-lo, deixas-me fazê-lo? Eu ponho os créditos, claro :D

Imperatriz Sissi said...

Muito obrigada, querida Ariana :D
Estou sem palavras...
Faltam homens e mulheres com o saber estar de outros tempos. eu própria não o descreveria melhor!
Claro que agradeço que partilhes. Beijoca :D

Tamborim Zim said...

Com efeito! Belo post. Precisamos de sofisticar visões, sem dúvida. Mulheres, homens perfeitos, já chateia tanta exigência, auto-exigência, desespero inútil. è melhor optar pelo saudável, carismático e prazenteiro!

Imperatriz Sissi said...

Grazie! De facto, agora toda a gente faz mil exigências a si e aos outros, quando a verdadeira beleza está no todo, nos pequenos detalhes e diferenças...

O Sexo e a Idade said...

Clap, clap, clap!

Sérgio Saraiva said...

Segunda tentativa... :P
Sissi, já que falas de como o lado femea gosta do lado macho, vou responder falanto também como o lado macho gosta de ver o lado femea... Ehehehehe... Melhor, como eu gosto de ver o lado femea... ahahahah... Melhor, como vejo o lado Sissi :p Bom, espero que não leves a mal, mas se levares podes banir-me do blog :p

Estes dias vi umas fotos tuas publicadas no blog, do halloween. Confesso que a imagem que tenho da blogger ativa é a de uma rapariga com oculos e corte de cabelo antiquados, com bandelete da Hello Kitty e aparelho nos dentes... Preconceitos... ahahahahah... Óbvio que não é o teu caso: gira e elegante (acho que não é segredo); diria mesmo que te aproximarás daquilo que classificas como "mulher troféu". Notas macho:

1. Estás muito magrinha... Ultimamente tens-te alimentado bem? :p Todas as mulheres que conheço consideram-se com excesso de peso ou volume, mesmo as esqueleticas... Espero que não seja esse o teu caso é que nós, machos, não somos assim tão preocupados com essas coisas: até preferimos ter um bocadinho de carne para apalpar (opsss...) e dar uns beijinhos assim vigorosos, e não só pele e osso... :p Por exemplo a tua amiga do guarda-chuva parece-me assim bem composta para além de também gostar da indumentária (bruxa má... eheheheheh...) :p

2. Estás bastante bem composta, mas... Umas formas redondinhas aqui e acolá não ficavam mal para complementar, afinal o mundo não tem de ser pintado a preto e branco nem desenhado a régua e esquadro... :p Para a próxima, em vez de comeres uma yogurte light ao lanche, come antes uma bola de berlin com creme :p (joke...)

3. O cinto (ou aquilo que trazias à cintura), confesso que... não curti (não leves a mal...)

Em relação aos machos no ginásio, confesso que há uma coisa que gosto de fazer aqueles cromos que andam por lá a controlar se fazes mais peso que eles nas máquinas: faço o meu exercicio e depois quando acabo, sem que ninguem dê por nada, configuro rapidamente a máquina para muito mais peso que aquilo usei. Então os cromos que vem a seguir para a máquina ficam a olhar tipo: "mas aquele gajo com ar de estou-me-nas-tintas-para-isto faz este peso todo!... Bolas!..." Ahahahahah... Enfim... Já parecemos os putos...

Imperatriz Sissi said...

Sérgio, obrigada pelos elogios - e pelo cuidado mas está tudo bem. Não sou tão fã de bolas de berlim, só de vez em quando, mas vou comendo as minhas guloseimas :D . Por acaso não morro de amores por iogurtes light, a não ser que tenham um sabor específico que não haja nos outros. Os iogurtes são das coisas mais light que há, mesmo os normais. Gosto mesmo é do iogurte amargo para lhe juntar frutos do bosque e as coisas que me apetecer!
Se eu fosse um troféu guardavam-me logo no armário das vassouras... troféus que não dizem que sim a tudo não servem para fazer de jarrão :D

Não queres fazer um apanhado com as caras dos teus colegas no ginásio e partilhar connosco?

Charmoso said...

Tu escreves bem p'ra caneco, para não dizer caralho.

Olha, eu cá era um musculado de merda e não papava nada. Agora que me porto como um homem, ou seja, como, bebo, pino, cuspo no chão da sala e mando cachaços aos amigos, até lhes perco a conta. Aprovo esse estudo: a barrigudinha faz milagres. Charmoso dix-it.

Beijos com charme

Imperatriz Sissi said...

Eheheheh, Charmoso, começo por agradecer o rasgado elogio!
Por norma não se publicam aqui comentários tão...eloquentes na sua fraseologia, para evitar embaraçar as senhoras e também para que pessoas que não distinguem as ocasiões não se excedam. Mas a quem escreve bem e com espírito, desculpa-se tudo e fez-nos rir cá em casa, por isso bem vindo seja :)
Com excepção de cuspir no chão da sala, acho o novo comportamento bem mais interessante do que um antigo. Quem quer um boneco de cera? Vivam os calduços, a basófia, a bravata e os homens despachados! Beijinhos.

Imperatriz Sissi said...

Do que "o" antigo, aliás.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...