Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, November 7, 2012

O visual "nhé" de Halle Berry: como evitar?

                                                jimmy-choo-lnace-sandal-halle-berry
Na estreia do filme "Cloud Atlas" em Berlim, Halle Berry conseguiu quebrar a velha máxima "uma experiência repetida sob as mesmas condições leva inevitavelmente ao mesmo resultado". Uma pessoa ouve falar em Halle Berry (que tem um dos corpos mais perfeitos deste mundo de Deus) Jimmy Choo e Helmut Lang e pensa que só pode sair dali algo de mágico, certo? Errado. O look está uma confusão ou seja, é um visual nhé. Ora vejamos porquê:

- O decote não é carne nem é peixe - não mostra o ombro, não revela a clavícula da melhor maneira, não favorece o pescoço nem o busto: estas fantasias foram criadas para figuras de bailarina, estilo Audrey Hepburn. Só peitos pequenos as conseguem suportar com alguma beleza.

  - Não me canso de o dizer: mulheres com figuras de ampulheta, e mulheres com curvas em geral, sejam mais magras ou mais roliças, não ganham nada (de bom) com vestidos de lycra, ou tecido que o valha. Brilham, marcam todas as `redondezas´ e depressões, achatam onde não devem, criam volume onde ele não existe, não assentam no lugar: a curva do busto desapareceu, criou uma "gordurinha" na axila e como está demasiado justo na zona do joelho, faz parecer que Halle tem as pernas tortas e sem forma. 

 - Para quem tem pernas torneadas, as bainhas devem sempre ser bem definidas e não agarrar à pele. Ou seja, é melhor que o comprimento da saia (mini, midi ou assimétrica) seja  cerca de um palmo acima ou abaixo do joelho, para evitar efeitos estranhos nessa zona. A abertura lateral devia começar junto à coxa (mesmo que o corte fosse "fingido" na zona superior) para que a costura alongasse visualmente a silhueta.

- Os drapeados são bons para criar curvas em mulheres rectilíneas. Uma mulher que já tenha curvas pode usá-los com graça, mas o tecido tem de ser consistente. Neste caso, como o material é escorregadio, só funciona mesmo num corpo onde possa cair a direito; havendo volumes, distribui-se como pode, fica sem forma e "engorda".

- As sandálias Lance são muito bonitas, mas funcionariam melhor numa toilette onde a sua única função fosse acrescentar alguns centímetros: num vestido longo e vaporoso ou com saia de balão a 3/4, por exemplo. Como não dão qualquer elevação à planta do pé, obrigam a figura a projectar-se para a frente. E uma vez que o vestido já não permite grande liberdade de movimentos e marca tudo, a actriz parece muito desconfortável. Com vestidos difíceis como este, uma sandália estável que dê altura a toda a superfície do pé e o deixe o mais nu possível é a melhor opção. Algo mais ou menos assim:

                                              

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...