Recomenda-se:

Netscope

Thursday, December 6, 2012

A árvore perfeita x a árvore "tuning"

                                  led pre lit christmas trees christmas trees cheap slim pre lit christmas tree sale christmas tree fiber optic christmas trees on sale twig christmas tree decorating christmas trees collapsible christmas tree christmas trees with lights artificial christmas trees rotating christmas tree stand mini christmas tree black christmas tree christmas tree storage flocked christmas trees faux christmas tree fibre optic christmas trees for sale christmas tree for sale pre lit led christmas trees christmas trees on sale
Ontem chegou-se à bela conclusão de que temos de comprar uma árvore de Natal: a que veio o ano passado já está crescida demais e devidamente alojada no jardim, porque nesta casa preferem-se árvores verdadeiras que se possam plantar mais tarde. E com isso, lembrei-me que a "árvore suplente"  deu o triste piu...e da história da dita cuja.
Já vos contei que o senhor meu irmão é o arbiter elegantiarum cá de casa. Quando tenho uma dúvida de gosto a respeito desta ou daquela fatiota, ou de um objecto de brique a braque, ou de outra coisa qualquer, a opinião final é dele, porque apesar de ostentar um quase desprezo pela moda - é um clássico, o meu maninho - e de nunca ter passado os olhos por uma publicação do género a não ser para dizer se as modelos são bonitas ou feias, tem um olho de águia para distinguir as nuances mais subtis. Se algo roça, ainda que por infinitas décimas, a ostentação,a foleirada ou a vulgaridade, ele sabe apontar o erro melhor do que ninguém. Ainda há dias foi o fim do mundo a propósito de umas calças Dolce& Gabbanna que se atreveram a aparecer por aqui. É uma espécie de Sissi em versão masculina, mas mais acutilante e mais crítico, sem a minha tolerância para certas originalidades...
Por exemplo, embirra com os programas de talentos. Diz ele que a palavra de ordem agora é "mostra o teu talento!"  tenham as pessoas talento ou não, e que agora toda a gente se quer mostrar a cantar, a dançar e a fazer books. Ainda não se debruçou sobre o fenómeno dos blogs de moda mas quando o fizer, aguardem - vai valer a pena. Também detesta a moda dos golfinhos. Não que tenha nada contra os bichos em si (ele adora animais) mas acha que tanta fofura, e tanto amor por uns mamíferos que parecem peixes e estão sempre a rir e a dançar tem alguma coisa de esquisito e não é lá muito decente. Aliás, já ando a prometer; nos bastidores, um post "o meu irmão embirra com" há algum tempo.
 Digo-vos isto para que façam uma ideia do que foi quando, há dois anos, cedi a um impulso da minha criança interior e trouxe para casa uma pequena árvore branca, de plumas, que dava voltinhas, com luzinhas LED a mudar numa miríade de mil tons. Eu própria concordei que era uma "árvore" um pouco pindérica -mas o Natal  tem o seu quê de kitsch e a ceder a certas ligeirezas uma vez por ano, que seja pela altura das Festas. Afinal, o que importa é que seja em forma de pinheiro e tenha Luz, muita luz, para celebrar o nascimento do Deus Menino e o regresso do Sol. Pois sim! Travou-se de razões comigo, que nunca tinha visto coisa tão feia nem tão horrorosa, porque para ele pinheiro de Natal tem de ser um pinheiro verde, com cheiro a resina, mui celta ou mui germânico, e tradicional e mais nada. Eu a argumentar com a neve, e que "parecia uma árvore das fadas" e ele qual árvore das fadas qual cabaça, que o que aquilo parecia era uma árvore tuning. E está claro, ele embirra com o tuning (e eu mais ainda) . Foi olhem para aquilo às voltas, oh valha-me Deus, mas que grande foleirada, e nem me salvei com a desculpa " ao menos esta não larga agulhas nem o gato lá vai arrancar as bolas e os enfeites" porque a engenhoca desatou a largar plumas pela casa toda, com a devida ajuda do gato, claro está, muita ingenuidade minha achar que um felino vê um mobile e não vai lá perceber o que se passa. De modo que teve de vir uma segunda árvore, enfeitada com a tradicional trabalheira e os adornos do sótão da avó: a árvore tuning ficou como suplente para dar luz extra e andar às voltinhas - não se pode ceder a tudo. Mas no Natal passado "aquela coisa tuning feia de meter medo" deu o teco. Não quero acusar ninguém mas não me tiram da cabeça uma certa teoria da conspiração...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...