Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, December 11, 2012

Os vestidos fabulosos de Dita Von Teese



Quase todas as mulheres têm um modelo de vestido que sabem que lhes fica a matar (se ainda não têm, deviam encontrá-lo). Quantas de nós não procuram, a cada temporada, mais exemplares "d ´O Vestido" (ou Dos Vestidos) para juntar ao seu acervo pessoal? E quem não gostaria de poder criar uma colecção inteirinha baseada nos seus modelos preferidos? Ora, poucas mulheres percebem tanto de vestidos - e conhecem  o que lhes fica bem  - como Dita Von Teese. Para mim, ela é um dos ícones de estilo mais inspiradores da actualidade. Tem a figura de ampulheta perfeita, com curvas q.b, mas esguia o suficiente para um porte elegantíssimo. Está sempre em excelente forma. Orgulha-se da sua pele de porcelana (haja quem se oponha à ditadura do bronzeado e dê a conhecer os encantos da beleza clássica). Aparece invariavelmente impecável. Mantém a classe quando a sua profissão lhe dá todas as desculpas para não o fazer, o que significa que consegue um equilíbrio quase impossível. Quase casou com Marilyn Manson e quando se cansaram um do outro, lutou com ele pela custódia dos gatos (ora aí está um atestado de fofura indelével). Tira o melhor partido da sua beleza original. A Rainha do Burlesco é, acima de tudo, a prova de que uma senhora é sempre uma senhora em toda a parte. 
S.A.R A Princesa Marie-Luise Von Sachsen e Liz Goldwyn marcaram presença no lançamento da colecção em Melbourne - e ambas vestiram o "Follow me Dress" em preto e encarnado, respectivamente.
Em parceria com a cadeia australiana David Jones, Dita lançou a colecção-cápsula Muse. Esta edição muito limitada é constituída por cinco peças (quatro vestidos e um casaco forrado a tule)  e baseada nos vestidos mais icónicos do seu guarda roupa, com formatos clássicos, allure retro, materiais excelentes e atenção ao detalhe ao melhor estilo couture. O preto predomina, para que a beleza simples do modelo realce o encanto da mulher que o usa.  Tenho peças semelhantes a todas estas - acho mesmo que um guarda roupa não está completo sem elas - mas nunca são demais. Vejam a colecção e digam-me se não é de uma santa cair no pecado da cobiça: 


                                       
                           
                                       


                                               


                                    





9 comments:

Joana Silva said...

perfeitooos *_*

lena said...

Lindos, ficava com todos.
Beijinhos grandes.

Pusinko said...

Ela tem um corpo magnífico, de facto. E os vestidos sao maravilhosos. Estou com ideias de comprar um como o 1o, e vou aproveitar as férias de Natal. Relativamente o casaco, que é lindo, sugeres algum local/marca para comecar a procurar? É uma peca que também daria muito jeito.

Uma nota de fofurinha na linha da que referiste: quando me mudei para esta casa, o meu roomie e eu tinhamos uma cadela em casa 2 semanas por mes. Nas outras duas ficava em casa da ex-namorada. A Djule tinha 7 anos na altura e, desde os 2 que vivia neste ritmo. A ex já tinha um filho com o companheiro, que era quem tinha nos visitava para trazer a cadela e tomar café. Tudo muito civilizado, como deve ser entre pais e padrastos. Bolinhas de pelo ou criancas, o princípio é o mesmo. E o amor também :)

Beijinho

(Lamento a falta de acentos, cedilhas e outros que tais, mas o teclado nao facilita.)

Colour my life said...

Adorei! Sempre achei essa senhora linda e elegante. Com um corpinho fantástico, sem parecer uma caveira. Também tenho um vestido preto midi como o primeiro, uma saia lápis bem por baixo do joelhos e uma parka parecidíssima com essa, mas de qualidade mais duvidosa. :)

Imperatriz Sissi said...

São uma perfeição...e a julgar pelas críticas (e conhecendo os gostos da senhora) devem ser de uma qualidade excepcional. Beijinhos.

Imperatriz Sissi said...

Ela é um espanto! E a colecção parece ter acabamentos fabulosos. Para trench coats há que espreitar a Burberry, Dunnes, Asos ou Dorothy Perkins. A Zara também os faz muito bonitos, acessíveis e até em modelos de festa que assentam bem. Infelizmente nem sempre há, mas até em cetim já têm aparecido. E como repetem moldes e por acaso o corte é bom, quando têm é de aproveitar. Se conseguires deitar a mão a uma boa gabardina vintage, forrada, melhor ainda.
Quanto às custódias, estamos plenamente de acordo: o amor acima de tudo. Beijinho.

Imperatriz Sissi said...

ehehheh, eu tinha cá um pressentimento de que a menina Colour ia gostar destes vestidinhos! Os trench coats pretos são a minha perdição. Infelizmente não aparecem muito e agora andam com a mania detestável de os fazer acima do joelho, o que é um disparate...não assentam como devem e fica metade do vestido de fora! Para sair, tenho uma acetinada em preto, outra em azul. Dão imenso jeito. Mas esta tem tule e rendinhas por dentro :O Não se faz!

Pusinko said...

Obrigada!
A busca comeca dentro de 1 semana de centro a norte do país. Preciso mesmo de um trench coat mais festivo, mas 1 vintage era mesmo 1 catch. Se encontrar aviso :)

Carla said...

Classe e muito bom gosto. Gosto de todos. ;0) Com este tipo de vestido uma moçoila fica sempre bem e chique a valer!
Tenho um trench coat preto acetinado comprado na Mango há um bom par de anos.



Olha a Pusinko!
Há muito tempo que não a vejo na tasca da Anão. ;0)

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...