Recomenda-se:

Netscope

Thursday, January 12, 2012

Sébastien tem tudo tudo tudo...

Sébastien Chabal, o anti herói do rugby francês, encarna na perfeição o estilo retrossexual.
A bem da verdade, isso não será um estilo, mas apenas...parecer e agir como um homem. Eu sempre disse que homem que não tenha arcabouço para envergar uma armadura, aguentar brincadeiras brutas ou carregar uma mulher ao ombro não presta para nada. Sébastien  tem a embalagem completa, goste-se ou não do look bárbaro. Eu acho o máximo, mas também aprecio uma versão understated (Charles Mesure, Hans Matheson) ou simplesmente o visual de um cavalheiro (cabelo médio, look preppy, mas másculo, barba de dois dias). Desde que haja testosterona. E massa muscular que não venha em cápsulas. E valentia. Não há coisa pior que um homem banana. Não receiem ser homens a sério, porque uma mulher à séria não se assusta com isso. O resto? Meninos.

Parece que já os há!

Garnier B.B. Cream Miracle Skin Perfector LightBB Cream para branquinhas. Adivinhem quem vai experimentar logo que deite a mão a uma embalagenzita...obrigada  à Menina Lamparina que deu a dica. Ainda hoje passei no Continente e nada. Aguardemos, que foi preciso deixar uma notinha a ver se encomendam o meu ai -Jesus Benamor e o champô em spray Syoss. Despistado, o tio Belmiro...

Wednesday, January 11, 2012

Ó p ´ra mim toda contente...

 Rachel Weisz (que também gosta de power plates)

...com a minha plataforma vibratória. Há meses que ando a apanhar-lhe o jeito eagora tenho dado o devido uso à engenhoca, que é um encanto. Relaxa os músculos, combate a retenção de líquidos e trabalha aquelas zonas chatinhas onde o exercício às vezes não chega. Como aquecimento para o pilates e musculação não há melhor (supostamente queima uma quantidade indecente de calorias) mas também é possível executar algumas posições de ginástica enquanto nos sacudimos como uma polaroid!
O mais curioso é podemos deitar-nos ou sentar-nos em cima dela, o que faz o efeito daqueles tratamentos malucos das clínicas de estética. Em resumo, a power plate (salvo seja...acho que isto vai ser como os kispo e o rimmel, fica assim baptizado e pronto) foi uma excelente aquisição para a colecção de maquinetas do-it-yourself cá de casa : bicicleta elíptica, máquinas de fitness para todas as partes da anatomia, aparelho de microdermobrasão, modeladores e por aí vai.
Sei que há quem adore, mas eu embirro com ginásios. Gosto de fazer exercício às horas que me apetece, da forma que me apetece. Sem socializar, sem me preocupar se o colega do lado usou uma toalhinha antes de se servir do aparelho, sem vapores alheios no nariz (por mais ventilado e luxuoso que o lugarzinho seja, há sempre alguma coisa no ar) nem aturar os engatatões de serviço. Ou pior, a mulherada que vai para lá fazer-lhes olhinhos e reparar se o traseiro/equipamento das outras é mais bonito ou mais feio do que o delas. O sofrimento é uma coisa privada. Mesmo o sofrimento bom.

Parasitar por aí




Diz a Bad Girl que nunca se deve duvidar " da capacidade que os parasitas têm para se regenerarem". Spot on. Eu cá acho que existe apenas uma ocasião em que se desculpa ao ser humano ser parasita: os 9 meses que anda na barriga da respectiva mãe. Tudo o que venha depois disso é abuso.
Infelizmente este mundo de Deus está pejado de exemplares do parasita humano (ou por faltinha de chá, ou por faltinha de palmatoada em piqueno, ou porque se nasceu assim avariado da caixa dos pirulitos, um parasita epizoário da vida e não se fez nada da criatura) . E não é só o universo animal com as suas pulgas, piolhos, hienas, lombrigas, cucos e abutres.
É subsídio dependentes. É criminosos de meia tigela. E aqueles mais discretos, mas não menos prejudiciais, que plagiam os textos do próximo, que adoram apoderar-se do trabalho, amizades/namorado (a)/marido/estilo alheios, desviar os louros dos outros, copiar outrém e ainda chamar paranoico ao legítimo proprietário. Um parasita que se preze segue a sua natureza, não há nada a fazer: tem uma necessidade genética de se inflitrar, impôr-se ( tornar-se entozoário) aproveitar-se, fazer de penetra. Tudo isso achando que está no seu direito, que é a coisa mais normal do mundo, vini vedi vici. Então não é? No outro dia também vi um SAAB que era a minha cara: escuro, com estofos em cabedal nude, ali paradinho a luzir para mim. Eu ficava mesmo bem nele. Pela lógica parasita, só tinha de o levar comigo e mai´ nada. E o dono do SAAB ainda havia de me vir perguntar se eu queria que ele me oferecesse também as jantes especiais, com um muito obrigada por cima. Fácil, não era? É assim o cérebro de um parasita. Uma vez instalado, está o 31 armado. É a coisa mais resistente que há. O que não tem substância é difícil de exterminar.
Resta-nos a certeza que podemos ter que os aturar, mas ninguém gosta deles. São sempre uma sarna a combater. Gente esquisita. Não passam de lombrigas. E toda a gente sabe disso, não importa os SAAB em que se instalem.

Tuesday, January 10, 2012

Frase do dia

Oded Fehr
"Se vives em pecado e Deus não te castiga, mau sinal é"
 (Santo Agostinho) 

Ou em bom português, Deus tem um grande sentido de humor e guarda-as bem guardadas para atirar no momento certo, no segundo exacto, nem mais nem menos, como quem diz " não perdes pela demora".

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...