Recomenda-se:

Netscope

Monday, January 14, 2013

Globos de Ouro



Ninguém gosta mais de nude do que eu - mas do "delicado e seguro" ao maçador vai um passo.
A red carpet dos Globos de Ouro ofereceu algumas vistas interessantes, mas nada de espantoso. Numa temporada verdadeiramente luxuosa e com as modelagens mais requintadas dos últimos anos, eu contava com uma festa de barroco, old Hollywood e tecidos orientais contrabalançada com exemplos de minimalismo impecável.  Não foi exactamente isso que aconteceu, salvo pontuais excepções: muitas toilettes na estafada combinação nude + corte de sereia (Amy Adams, de quem esperava bem melhor, Megan Fox, Hayden Pannetiere) vestidos curtos a desprezar a tradição - por mais que os tempos mudem, as ocasiões de usar um vestido de gala são tão poucas que desperdiçá-las em nome da "modernidade" é quase um insulto - e algumas desilusões. O vestido de Emily Blunt, uma das minhas senhoras preferidas, foi muito elogiado mas esperava-se algo espectacular. O mesmo para Anne Hathaway (eu digo que é do cabelo - desde que o cortou perdeu o sentido de estilo, num complexo de Sansão). Houve quem jogasse demasiado pelo seguro sem fazer um investimento em acessórios, provas, ajustes até à perfeição (condições indispensáveis para que um vestido simples resulte) e quem apostasse em receitas já mais que esgotadas (Halle Berry, Sophia Vergara). Vejamos, sem uma ordem especial:

Os meus preferidos

                                                 
Heidi Klum estava linda com um look deusa grega Alexandre Vauthier .
 Esta  receita  quando bem aplicada, não falha. É um vestido simples na forma e no tecido, mas de excelente corte. Alia duas tendências (o minimalismo perfeito e o luxo das aplicações douradas) e a cauda equilibra a simplicidade do tecido. Less is more - mas para funcionar tem de ter "aquele quê".


                                                      
George Clooney e Stacy Keibler (Armani Privé). Outro caso de minimalismo impecável. Reparem como o corpete foi ajustado ao milímetro, criando uma figura esguia de ampulheta. Quando não há paciência/coragem para algo muito criativo ou extravagante, aposta-se na qualidade, numa modelagem perfeita e num pormenor bonito. Classy.

                                              celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: naomi watts
 Naomi Watts, Zac Posen. O tecido não é o meu preferido (aquelas pregas na zona da barriga dispensavam-se) mas adoro o género, a cor profunda, a forma, as mangas, a capa, o debruado em cetim e o facto de, graças a escolhas destas, as lojas irem, de certeza, ter muitos vestidos semelhantes. 

                                               celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: Jessica Alba de Oscar de la Renta
   Jessica Alba, Oscar de La Renta. Embora a tangerina seja uma das cores para 2013, eu estou um pouco cansada da cor de melancia, que andou por toda a parte o Verão passado...e a proximidade entre as duas é enorme.  Também não há novidade alguma no vestido, mas na dúvida, um clássico é a melhor opção. E ao contrário de outros do género que desfilaram na red carpet, este foi ajustado para ela ao pormenor. Podia gostar mais do decote, mas foi um formato que esteve por toda a parte e de todas, Jessica Alba foi quem o usou melhor. A clutch foi bastante criticada, mas eu gosto (a usar plumas, que seja num apontamento pequenino). E não sendo a maior fã da beleza da actriz, é inegável que ela não brinca: styling, makeup, fitting, sempre imaculada.

                                    
                                          Kate Hudson, Alexander McQueen: já tinha saudades deste formato, o cinto é um amor, adoro a simplicidade do preto quase gótico com o toque barroco, adoro o cinto e repito o que disse em relação ao vestido de Naomi Watts. No todo, um amor.

                                              celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: jennifer lawrence
                                             Jennifer Lawrence, Dior Haute Couture: não adoro o decote. Mas o poppy red (encarado frio, uma das cores para este ano) a cinturinha e o formato de baile nunca fazem má figura, alegram o retrato e sobretudo, fazem honra ao dress code. Mudava a clutch para algo mais suave, mas isso sou eu. (O pior foi a moça admitir que não sabia o que significava "Haute"...enfim, não é para isso que lhe pagam.)

                                               celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: lucy liu
    Lucy Liu, Carolina Herrera: já tinha saudades de a ver na passadeira. É linda e acrescenta sempre algum glamour. Desta vez não foi diferente - na estação do barroco, a actriz brincou com um rococó suave e feminino. Tenho algumas reservas quanto a vestidos de noite com estampados tão primaveris, mas Madame de Pompadour é bem vinda em toda a parte.

                                          Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Julianne Hough de Monique Lhuillier
    Julianne Hough, Monique Lhuillier. O único vestido nude que fez justiça ao protocolo. É lindo, vaporoso q.b e as aplicações são fantásticas. Este decote não é para todas mas nela funcionou bem.

                                                  Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Julia Louis-Dreyfus de Vera Wang ~
Julia Louis-Dreyfus, Vera Wang: seguro, delicado, vaporoso. Apostaria num fundo mais claro, para realçar o tom da pele e num styling um bocadinho mais glamouroso, mas estava muito bonita mesmo assim.

                                                     julianne moore em tom ford.
Juliane Moore, Tom Ford: não é um vestido de outro mundo (precisava, talvez, de saltos mais altos para funcionar nela) mas Julianne Moore nunca está mal. O penteado é um pouco rígido, mas gostei da elegância, da simplicidade e da combinação inesperada da clutch e jóias.


                                                       barbara palvin em chanel.
Barbara Palvin, Chanel: não é o vestido mais bonito e bem moldado ao corpo que já vi, mas gosto tanto, tanto do género que não o podia deixar de parte. Parece uma princesa de conto de fadas. Só acho que para o seu tipo de corpo um decote amplo, redondo ou shoulder to shoulder, acrescentaria o je-ne-sais-quoi necessário. 

                                                                    salma hayek                  

Salma Hayek, Gucci: momento Marylin Monroe, e das poucas a apostar no glitter. Se é para usar preto (ou como li, azul meia noite...a mim parece-me preto) há que torná-lo interessante. E este vestido está mesmo no limite, cai não cai, entre o bombshell elegante e o vulgar. Pára no lugar certo e fica-lhe estrondosamente bem - muito melhor do que o vestido do ano passado, que era muito interessante à vista, mas largo demais para ela.

katherine mcphee em theysken’s theory.
Katherine McPhee, Theysken´s Theory: confesso que acho esta menina algo sem sal, mas soube usar bem um vestido preto que vive do decote e do formato envelope. A cintura é muito bonita. Um penteado caído, com algo de deusa grega em vez deste totó ghetto style, e teria deslumbrado.


Gosto do vestido, não gosto do styling

                                       Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Michelle Dockery de Alexander McQuenn
    Michelle Dockery Alexander McQueen: é um vestido extraordinário que não é para todas as figuras e que definitivamente está de acordo com Downton Abbey; a cintura é uma obra de arte e a actriz tem a silhueta certa para o usar. Mas um decote tão específico exigia outro penteado e maquilhagem para parecer feminino em vez de apenas exótico, e o formato pede outro tipo de calçado para alongar o corpo como claramente se pretende com um modelo destes.

                                                       Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Giuliana Rancic
   Giuliana Rancic. Adoro o look gótico, e a pivot tem a figura certa para usar um decote tão arriscado. Mas um vestido deste género não se compadece com um "penteado despenteado" nem com algo tão moderno à vista como o gel. O rosto dela é bastante particular, logo a maquilhagem devia ser o mais feminina possível, evitando o "efeito vampiro" no mau sentido.
                                                   Os horrores 

                                     celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: jessica chastain
Jessica Chastain, Calvin Klein collection:  minimalismo exige corte perfeito. Nada de tecido a balouçar ou a dar a ilusão de peito descaído. E a actriz tem primado pelos modelos com glamour retro, que não ficam bem a todas mas nela caem a matar.  Que aconteceu com a coloração e o penteado? Por vezes o cabelo ruivo, mesmo o natural,  tende a parecer louro pálido na raiz (acontece muito) e este hairdo anos 40, além de revelar esse faux pas, não combina nada com o tipo do vestido. sou suspeita, porque embora compreenda a necessidade de mostrar peças da colecção de Verão (se não me engano, creio que é o caso) detesto vivamente vestidos com ar de praia numa passadeira encarnada. Principalmente em Janeiro, quando se pode usar e abusar dos moldes perfeitos e dos tecidos ricos. Oh Jessiquinha, e eu que gosto tanto de si!

                                      celebrities en la alfombra roja de la 70 edicion de los globos de oro 2013: jennifer lopez
Jennifer Lopez, Zuhair Murad - mais do mesmo. Por muito que se goste de curvas, há que não ultrapassar o limite. Form fitting é uma coisa, mas vestidos - tatuagem só têm graça para variar uma vez por outra.

                                      Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Claire Danes de Versace
Clare Danes, Versace: esta Casa não tem meio termo. Ou faz coisas fantásticas ou vestidos pindéricos, com aspecto de praia. As proporções estão totalmente erradas para ela. Quando um tecido é tão simples, há que apostar na modelagem. 


                                            Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Alyssa Milano
Alyssa Milano sempre teve gostos complicados e um ar pouco polido, o que é uma pena. Mas este decote para quem tem um busto grande e bonito, o tecido mole e duvidoso e a cauda  arrastar ao acaso pelo chão não têm desculpa. Adoro amarelo mas não pode ser usado de qualquer maneira. E risco ao meio, colado à cabeça, num rosto oval...não.

                                               Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Lena Dunham de Zac Posen
Lena Dunham, Zac Posen: o vestido é um encanto, mas totalmente errado para ela - nas proporções, no estilo...parece que não mexe os ombros na tentativa desesperada de o segurar. Depois, um look tão feminino não pode ser atirado para cima de uma Maria Rapaz tatuada sem mais aquelas: algo precisa de ser feito para que o contraste funcione. Assim, dá a impressão de o ter simplesmente enfiado pela cabeça a meio de uma prova e fugido para a rua sem a terminar e sem alterar uma vírgula ao penteado e maquilhagem de todos os dias. 

                                            Celebrities en la alfombra roja de la 70 edición de los Globos de Oro: Debra Messing de Donna Karan
   Debra Messing, Donna Karan: momento Modas Milu. Um vestido de musselina tem certas exigências para fugir à banalidade. O cai cai não é o decote mais favorecedor por excelência, e um corpete enrugado não é o ideal quando se engordou um bocadinho. As pulseiras não estão ali a fazer nada (o efeito seria mais dramático com os braços nus) e porque é que alguém com um cabelo ruivo magnífico faz questão de o esconder, 
ultrapassa-me...

                                           
Rosario Dawson: vestido de Verão banal. Verde água não é a cor mais fácil para peles trigueiras. O peplum nunca mais se vai embora e este está muito mal colocado, STOP; Rosario Dawson tem um corpo incrível, um busto lindo, para que é que o escondeu atrás de um decote tão sem graça, que a faz parecer um bloco? Já o disse e volto a dizer: meninas curvilíneas, não escondam a cintura nem apertem o colo e os braços. Não é boa ideia. Muito menos em ocasiões tão especiais. Se o decote fosse mais aberto, o peplum estivesse nas ancas (deixando a cintura em paz) e o verde tivesse algum debruado ou aplicações para "puxar" pelo dourado da pele, não digo que não.

                                       kristen wiig.
Kristen Wigg: entrou numa máquina do tempo, e veio à Lisboa dos anos 90 comprar um vestido Fátima Lopes. Desleixo não é simplicidade, e qual é a graça de fazer o peito passar por descaído?


1 comment:

Carla said...

Eu ADOREI o da Lucy Liu.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...