Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, February 20, 2013

"Vê paizinho, ao que eu me sujeito?"

                              
É que uma pessoa tem de aturar cada frete por amor ao trabalho ... que não há paciência. Por vezes é preciso vestir outra pele, chamar a nós todo o profissionalismo que anda por aí nos ares, enfiar a camisola e segurá-la com agrafos, canalizar uma tolerância seráfica e ser realmente de um cinismo (ou diplomacia?) a toda a prova para lidar com pessoas que noutras circunstâncias, teríamos o maior gosto em mandar lamber sabão. E quando alguém não tem no seu código genético a capacidade de bajular seja quem for - muito menos quem não é digno de distinções de espécie nenhuma -  e o máximo que consegue fazer é ter uma espécie de delicadeza e correcção a tender para o frio, pior um pouco. Vale-me que com a prática arranjei um tom (e uma cara) nº 3 de absoluta neutralidade para mostrar a indivíduos que não considero dignos da minha simpatia, quanto mais de graxa, mas que como lhes falta mundo e noção, se acham os Reis da Cocada Preta. Se não fosse Maquiavel, o que seria de mim...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...