Recomenda-se:

Netscope

Sunday, March 3, 2013

Desafio da semana: laissez faire...

                    
Esta semana falou-se aqui em críticas, e na forma como acredito que devem ser feitas para não melindrar gratuitamente. Não gosto de maldadezinhas, e mesmo no meu convívio evito pessoas ressabiadas, que passam a vida a alfinetar este, aquele, tutti quanti. Isso faz mal à pele, por isso até em relação às pessoas de quem não gosto pauto-me por algum sentido de justiça: posso ter um antagonismo ou antipatia em relação a alguém, mas se o (a) sujeito (a) em questão primar por um certo estilo, por uma certa forma de estar, a minha aversão limita-se ao diferendo em causa e sou até capaz de lhe louvar as qualidades. São questões que se resolvem "entre cavalheiros", salvo seja. Porém, ninguém é santo e como todo o mundo, tenho o meu calcanhar de Aquiles: sou bastante observadora - ossos do ofício, da minha sensibilidade e da forma como fui educada. Já vos contei que me acham talento para profiler. Mostrem-me alguém, deixem-me observar como fala, veste e age por um bocadinho e eu, num relance, traço-lhe o perfil: que tipo de pessoa é, o seu background, em suma, o que se pode esperar dali. Muito raramente me engano (e como verbalizo pouco, quando me engano não é grave). Há pequenos quês, desde a expressão facial aos traços, passando pela maquilhagem, pela pronúncia, pela escolha de acessórios ou de certas frases, que não deixam ninguém mentir. Pode parecer preconceituoso, em certos casos exige uma "investigação" mais apurada, mas é um método bastante eficaz para perceber em pinceladas largas quem tenho diante de mim: é uma pessoa interessante, ou um interesseiro? Boa gente, ou gente estranha? Quando chego a conhecer melhor as pessoas, comprovo quase sempre a minha primeira impressão, ou pelo menos boa parte dela (há quem tenha a mania das grandezas mas não seja exactamente ruim, por exemplo). É claro que no dia a dia tento desligar este microscópio, ou acabaria no manicómio. Se estiver entediada posso reparar na aparência desta ou  daquele, ou na figura daqueloutro, mas cada um é como é e eu não tenho nada a ver com as escolhas alheias. 
 No que me diz respeito, ou  às pessoas que me rodeiam, o caso muda de figura. Aí torno-me por vezes demasiado crítica: e o pior é quando alguém (ou alguma circunstância) tem a pouca sorte de me atrapalhar a vida, ou de se aproximar  de forma incómoda, e ainda por cima fere (pelo perfil, pelo tipo, pelo todo) a minha sensibilidade estética, ou os meus princípios, ou a minha forma de estar. Então (ainda que seja de mim para mim) tenho a tentação de me tornar implacável, de criticar de alto a baixo como quem não pode deixar de se manifestar ao ver um bicho repugnante, uma cena apocalíptica ou algo realmente mau. Não tanto pelo que a alminha em causa ou a situação me faz, mas simplesmente por, sendo como é, ter o atrevimento de chegar perto. Não tanto pela interacção que possa existir, mas pelo simples pressuposto de tal coisa ter sido possível. É mau, crispa e não gera bom ambiente, por isso o meu desafio será laissez faire, laissez passer: isolar, ver e ouvir só o que quero. Desligar o botão de alarme-contra-coisas-que-considero-indignas. Repete, Sissi: não vejo coisas feias, não ouço coisas feias, não digo coisas feias.  Fake it ´till you make it, é o remédio.

3 comments:

Marga said...

por acaso adorava que me fizessem uma análise assim à primeira impressão só para perceber o que as pessoas pensam de mim assim à primeira vista :p

*C*inderela said...

Também sou uma pessoa muito observadora e critica, apenas tenho evitado exteriorizar as minhas opiniões para evitar chatices. Cada um é como é, e quando estou mal mudo-me. Se ninguém me chatear, também não chateio ninguém.
E, sim, as minhas primeiras impressões quase nunca falham.

Bjokas.

lena said...

Também sou daquelas que analisa e nem sempre as minhas primeiras impressões são certas mas muitas vezes não enganam. No entanto tento não julgar a primeira e perceber o porquê. E tento não fazer juizos precipitados.

Beijinhos grandes.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...