Recomenda-se:

Netscope

Saturday, March 16, 2013

Desconstruir e actualizar a elegância ladylike

                    
Já vimos que a tendência couture, o look ladylike, as linhas femininas, requintadas e clássicas continuarão a encher as lojas e as ruas. Presente nas colecções F/W de casas como Prada, Dolce & Gabbanna e Burberry Prorsum, entre outras, esta silhueta (tailleurs, casaquinhas, capas, sobretudos primorosos, scarpins, kitten heels, saias lápis ou em balão) apela à beleza, mas despreza o ar teenager;  impõe uma sensualidade com classe, menos óbvia, e pretende resistir às notícias de escassez com uma ideia de luxo discreto, de aprumo, de sofisticação. Uma delícia para as adeptas de um look clássico, retro ou vintage, e que cai bem a raparigas e mulheres de diferentes idades ou figuras, tudo dependendo do styling que se adopta. As aficionadas do look retro total, que procuram evocar o aspecto das pin ups, encontrarão sem dúvida muitas opções acessíveis ou luxuosas para aumentar o seu guarda roupa. Outras, como Fan Bingbing, não se importarão de ceder ao look total com um ligeiríssimo twist uma vez por outra. E para quem adora as peças de outros tempos, mas quer transportá-las definitivamente para o século XXI, dando-lhes um ar mais actual? A Vogue recomenda que se misturem padrões inesperados e que faça um pouco o que foi visto no desfile da Prada: não é necessário cair no visual grunge e no cabelo molhado (pessoalmente, não suporto)  mas maquilhagem pouco elaborada e styling solto, natural e fresco evitam que o visual se torne pesado. Ligeiros caracóis ou ondas sobre os ombros, cat eye + lábios subtilmente manchados ou bâton encarnado aplicado com displicência são ideias excelentes para brincar aos clássicos sem parecer uma figurante de Mad Men (o que, digo eu, não deixa de ter o seu cachet!). 

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...