Recomenda-se:

Netscope

Sunday, March 24, 2013

Play by the rules

Quando se joga limpo num cenário com óptimos augúrios, se cumprem todas as regras e  todos os esforços se empreendem correctamente; quando dando o desconto à impossibilidade da perfeição, se faz tudo para se aproximar dela; quando se usa de toda a compreensão e tolerância, e não se cai na cegueira quanto aos próprios erros...fazer uma análise posterior leva a pensar que regra foi quebrada. Se se atropelou alguma, se se ignorou os avisos no caminho, se se andou por aí sem capacete, sem escudo, ou foram cometidas faltas perante a vista grossa do juiz.  Após cuidadosa análise, a conclusão só pode ser uma: não houve quebra de regras. Simplesmente, jogou-se com quem não as conhece, logo não as valoriza e não tem noção de como as honrar ou cumprir. Não pode haver rectificações nem análises porque o jogo é simplesmente nulo e não conta para classificar alguém para coisa alguma, nunca fará fazer parte de um histórico. E o que não faz parte das regras, não pode vir no manual, não está escrito em lado nenhum, escapa a todas as probabilidades. Quando quem entra no jogo não foi moldado da mesma maneira, não faz parte do pelotão, é impossível  haver pontuação ou jogo limpo. É algo que cada um tem de prever ou calcular por si mesmo, pois muitas vezes os intervenientes são infiltrados. Não há, como noutros tempos, sinais exteriores que distingam quem faz parte da legião, do tabuleiro, do jogo. E os que existem, podem passar despercebidos no entusiasmo de girar as peças. A única regra a acrescentar, para o bem próprio, é que por vezes não há regras, ou muito poucas. Como no Pancrácio.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...