Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, March 27, 2013

Save me!

                                    
Uma mulher tem dias em que a assalta uma daquelas dores de cabeça estilo balão de hélio. Mais uma neura do piorio que chega por arrasto. E ainda tem de tratar de coisas sérias, e reunir com pessoas, sorrir e usar os neurónios. Tem de ser ágil, tem de ser capaz, quando a única coisa que lhe apetece é deixar-se levar. Precisa de chamar a si quanta racionalidade e siso há - quando o instinto exige o contrário. E por mais forte que seja, por mais independente que seja, tudo o que realmente desejava era ser salva, arrebatada dali para fora, e não pensar nos detalhes. Esquecer as partes más, os ângulos assustadores, e olhar para a parte boa da questão. Para aquilo que o coração lhe pede. Bloody hell, uma mulher faz tudo isto, pensa nisto tudo, sente isto tudo, e a única coisa que a impede de ficar maluquinha é, mais uma vez, concentrar-se nas calças  realmente fabulosas que tem vestidas. Como se fossem uma porcaria de um farol no meio da tempestade. Como um ponto de foco antes de um salto fatal. Porque não podemos contar com ninguém para nos salvar - the knights in shining armour estão em extinção; ou o fazemos nós mesmas, ou estamos bem arranjadas. Mas se estamos bem arranjadas, andemos literalmente bem arranjadas. Valha-nos Deus - mas para não lhe dar muito trabalho, acuda-nos S. Valentino, Santo Armani, Santa Prada e por aí fora. Ou St. Freddie Mercury, que tal como os espartanos, sabe sempre o que dizer.



2 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

As tuas melhoras linda!
Já a música que escolheste é demais :)

Imperatriz Sissi said...

Muito obrigada, querida. Sim, Queen nunca falha. Beijinho.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...