Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, April 30, 2013

Quem te tocou, Anck-Sunamun?

                                

Já comentei algures que A Múmia é um dos meus filmes de aventuras preferidos. Vi-o centos de vezes e sempre com agrado, mas há uma cena que nunca deixa de me causar alguma impressão.
Anck-Sunamun é a favorita (e futura mulher) do Faraó. Ninguém mais pode tocá-la. E para garantir isto mesmo Sua Majestade, num gesto obsessivo, exige que a pobre coitada se passeie com o corpo dourado a tinta. Se a tinta aparecer esborratada...é sinal que alguém se aproximou da amada do Senhor do Alto e Baixo Egipto, e podem imaginar o fim da infeliz.
 Tudo isto pode parecer desfasado da realidade, e até doentiamente romântico, mas sempre tive pena de Anck-Sunamun. É muito triste quando a palavra de uma mulher vale tanto, aos ouvidos de um homem, como o rumorejar do vento. Tenho a certeza (e isto sou eu a colocar-me no lugar das personagens, exercício que faço às vezes) que Anck-Sunamun jurou uma vez, mil vezes, ao Faraó que o amava, e a nenhum outro, de todo o coração, sendo verdade.  E que por imponderáveis, insanas razões - não sou digno de ti, és tão bonita, quantos faraós conheceste  antes de mim? gostas de outro!- ele, que não lhe devolvia a mesma fidelidade (e se calhar, nem era lá muito selectivo nas escolhas) se dava ao luxo de duvidar dela. "Quem te tocou, Anck-Sunamun?" perguntou ele, e perguntou, e perguntou, tentando sempre apanhá-la em falso. "Quem te tocou, Anck-Sunamun?" era o rosário de todos os dias. "Esta estória está mal contada, Anck-Sunamun. Tu já não me amas, Anck-Sunamun. Tu amas-me demasiado, Anck-Sunamun, logo só podes estar a tramar alguma. És pouco apaixonada; ou antes, és apaixonada demais, e isso só pode querer dizer que não és fiel; amas-me a mim, e a seguir a outro; como era o outro faraó, Anck-Sunamun? Mais rico, mais forte, mais poderoso?  Quem te tocou, Anck-Sunamun? Quem mais?",  Anck-Sunamun não me é fiel , choramingava ele para as suas cem concubinas. 

                                     Quem te tocou, Anck-Sunamun?

"O meu corpo já não é o teu templo" foram as últimas palavras dela, e o resto é uma história de múmias que não conta agora...

A mulher do Faraó não é como a mulher de César; não lhe basta ser séria e parecer séria...

1 comment:

Vânia Vieira said...

Tb adoro esse filme e já vi a triologia vezes sem conta! :)

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...