Recomenda-se:

Netscope

Friday, April 5, 2013

Querem ver que a Lei da Atracção funciona mesmo?

                             
Dizem os gurus da matéria que se atrai aquilo a que se dá atenção, sejam coisas boas ou más - numa lógica abyssus abyssum invocat. Ou seja, se reparamos em circunstâncias ou pessoas, ainda que com repugnância/ medo/embirração/indignação, estamos a atrair mais disso mesmo.
 Já comentei por aqui que tenho uma crença moderada, baseada no tried and true, em algumas destas ideias, mas não levo a coisa a peito - se uma pessoa exercesse um controlo absoluto sobre a sua mente e se pusesse para aí a pensar só em paz e amor, em assuntos fofinhos, a sentir apenas emoções beatas, sem nunca desabafar, sem nunca encarar a realidade de frente, acabaria ao melhor estilo pateta alegre - no mínimo. 
      Quem muito se contém, algum dia explode. Ou como diz o povo, quem não fuma, não joga nem bebe vinho, leva-o o Diabo por outro caminho. Sou pela instituição do desabafo, porque trancar tudo cá dentro não faz nada bem. No entanto, acho que preciso de rever prioridades. É que - e permitam-me acrescentar um macacos me mordam - das duas três: ou ando a conviver com a multidão errada, ou o mal está espalhado por todo o lado,  ou isso de atrair o abismo é mesmo verdade. Parece que por mais que me esconda, o único tipo de pessoas que realmente desprezo (gente atrevida e metediça) vem ter comigo, ou aparece associada a pessoas próximas, que tenho por incorruptíveis. Mudo de lugar, mudo de perspectivas, e quando vou a ver lá estão os monstros. Com outras caras e outros nomes, mas o mesmo perfil e as mesmas atitudes. Com tanto estilo de gente ruim, podia aparecer-me mais variedade. Tudo o que é de mais...cansa.  Estou perto, perigosamente perto, de me tornar uma hippie zen, a ver se o fenómeno desaparece. Se o IS ficar de repente chato, enjoativo e queridinho, já sabem a razão.

1 comment:

Olinda Melo said...


Gostei, Imperatriz Sissi. Aliás, os seus textos, que abordam várias matérias, interessam-me sempre.

Como se costuma dizer, a virtude estará no meio termo. Nem tanto ao mar nem tanto à terra... e assim por diante. :)Penso que nos ditados populares se encontrarão grandes verdades.

O tal pateta alegre, mesmo que imbuído das melhores intenções, tentando compor as coisas aqui e acolá,acabará sempre por perder...

Bj

Olinda

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...