Recomenda-se:

Netscope

Monday, June 3, 2013

I want your ugly, I want your drama...ma non troppo

                            
Não há relacionamentos perfeitos, mesmo quando as condições reunidas são ideais. Para  amar de facto alguém há que fazê-lo na totalidade: com as birras, os dramas, as dores, as tempestades, os destemperos, os picos e os vales. Por vezes, é preciso mesmo amar o Mr. Hyde que se esconde atrás da fachada bonita. Ter mais apreço pelo demónio que se dissumula lá dentro do que por tudo o resto, querer-lhe com mais ímpeto do que ao aspecto luminoso, ser louco o suficiente para aceitar o outro como ele se apresenta porque quando dois destinos caminham juntos não importa os furacões que surjam, por alguma razão é. Tantas vezes é mesmo esse abismo que precipita a vertigem, que alimenta a chama, por mais estranho que isso pareça. A dificuldade está em deslindar a  fronteira entre os precipícios que fazem sentido, que levam a  um caminho, e os que representam perigo. Essa é a ténue diferença entre o exequível e a verdadeira ameaça, entre as paixões de horário nobre que marcam, mas florescem e as que conduzem ao inferno e destroem tudo o que tocam.   All is fair in love and war. E no entanto...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...