Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, June 18, 2013

Momento "ganda maluca"

                                          
Apesar da premissa old fashioned deste blog, eu sou um espírito livre em muita coisa. O que pode confundir à primeira vista é que as minhas rebeldias surgem quase sempre em aspectos que não lembram a ninguém. Para isso também contribui um pouco o mundo estar de tal forma virado do avesso que uma atitude mais conservadora ou menos politicamente correcta parece excêntrica, mas hoje não tenho tempo/pachorra para minúcias sociológicas.
 A verdade é que no meio disso tudo também sou o tipo de rapariga que chega ao cúmulo de ter o seguinte pesadelo:

Desafiaram-me para uma viagem surpresa. E eu, como se trata de um pesadelo, aceitei sem saber como, sem saber mesmo muito bem para onde vou. Estou no aeroporto. Tenho pouquíssima roupa. Não sei do cartão de crédito. *Pânico*

Ou seja, sou aquela menina que não gosta de sair à rua sem levar casaco, não vá soprar uma aragem desagradável. E sou ainda, ou como dizia o outro e aiiiinda, uma rapariga que embirra com autocarros. Mas - lo and behold! - hoje precisei de almoçar mais tarde. E já ia com pressa. Deixei o casaco na secretária e não me apeteceu voltar para cima, apesar de estar vento. E depois a minha companhia também se atrasou. Que fazer, que fazer, apeada e sem táxis nem bicicleta ou trotineta à vista, para lá chegar depressa? Valente Sissi, passou um autocarro e apesar da minha longa contenda com os ditos cujos, atirei-me para dentro dele e aí vai disto. (Não é que me caiam os parentes na lama por andar de transportes públicos ou qualquer argumento parvo desse género; eu juro que tentei, mas a questão é mais profunda e prometo que vai dar um "eu embirro com" um dia destes).  Há quem diga que para atrair a sorte, é preciso não fazer as coisas da mesma maneira todos os dias.  E não é que foi libertador? Estou mesmo a ir pelo mau caminho, a cometer "ousadias" destas.


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...