Recomenda-se:

Netscope

Monday, June 24, 2013

"Os Miseráveis" de bancada

                             
Reparei hoje que nos dias que correm, é abismal a semelhança entre a canção abaixo e o discurso lamentoso de muito boa gente nas redes sociais. Está certo que as coisas estão feias e que é impossível ficar indiferente à realidade e às notícias que falam de revolta no Brasil, por cá, um pouco por toda a parte. Que os tempos tristonhos que atravessamos convidam à reflexão e à tomada de consciência do nosso papel de cidadãos. Mas volto a dizer que não é só sentado ao facebook que se exerce cidadania alguma. E faz-me confusão ver pessoas - algumas bem intencionadas, mas muitíssimo chatas - a levar uma rede social tão a sério, a dizer todos os dias que Deus deita ao Mundo mais do mesmo até que a informação deixa de o ser, a poluir o mural alheio com queixinhas sobre os políticos, "luta" e o estado da nação. Já se ouviu, meus amigos. Nunca ouvi dizer que alguém recebesse alguma coisa por se dizer farto, saturado e desesperançado. Não vejo necessidade alguma de expor a própria desgraça, ou apontar a pouca graça do país, dia sim dia sim. É que uma pessoa até já sabe que fulano de tal, se publicar alguma coisa, e invariavelmente publica  desde que o sol nasça, há-de ser um nhe nhe nhe do mesmo género, luta para cá, revolta para lá, gatunos para acoli e vira o disco e toca o mesmo. Eu que sou uma mulher da comunicação, às vezes aborreço-me com o seu excesso nesta época em que qualquer um pode atirar uma posta de pescada - posta de pescada essa que é automaticamente recebida por centenas de almas. Creio que a informação precisa de ser filtrada, como muita coisa e muita gente na vida...vá que Os Miseráveis tinham muito mais razão de queixa (o mundo mesmo assim está bem melhor do que já foi...em alguns aspectos pelo menos) e queixam-se de forma mais melodiosa. A cantiga, essa é a mesma. Reparem na letra:




1 comment:

Ulisses L said...

Olá :)

A proposito disto, deixo-te aqui uma letra de XXL Blues, de uma música chamada "Não és diferente!"

Passas a vida
A queixar-te da vida
Mas não fazes nada
P'ra mudar o estado em que estás
E não é por achares que não és capaz
É porque achas que não fizeste
Nada para nascer
E o mundo tem de olhar por ti
Cuidar de ti
Mimar-te, enfim...
...fazer-te sentir bem!

Passas o tempo
Num longo lamento
Mas há uma coisa
Que te falta perceber:
Se não fizeres por ti
Ninguém vai fazer!

Porque é que pensas que és diferente?
Tu és igual a toda a gente!
Toda a gente tem os seus porquês
Mesmo quando não os vês.
Tu és igual a toda a gente,
Não és diferente!

:)

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...