Recomenda-se:

Netscope

Saturday, July 13, 2013

As coisas que eu ouço: o que a avó diria se me visse nas últimas semanas.

                              
Uma das minhas avós achava que o lugar de uma senhora era sobretudo dentro de casa. Ou esperem - ambas diziam o mesmo, embora não cumprissem lá muito. Mas uma delas era mais veemente na afirmação. Então, quando me via, e à senhora minha mãe, a passear mais, fosse às compras, com amigos ou a tratar de demasiados assuntos - na sua opinião, deixando a gestão doméstica para mais tarde - invariavelmente tinha um dos seus chistes: é só rua, rua, rua! Só na rua é que estão bem! Reparo assaz injusto, diga-se em abono da verdade, pois embora tenhamos as nossas fases somos todos bastante caseiros, quase bicho do mato. Costumo dizer que saímos ao meu bisavô, que alterou as portas da casa, virando-as para o interior da quinta para não ser obrigado a socializar...
 Mas volta e meia lá calha um período menos introspectivo: ou porque está bom tempo, ou porque o trabalho ou deveres sociais obrigam a deslocações e se aproveita a viagem, ou porque há um convite a que não se pode faltar, ou um sítio fantástico onde fazer boas compras. E pronto, lá ando eu numa vida mais agitada. Palavra que consigo mesmo ouvir a avozinha a dar-me sermão. É só rua, rua, rua!  - em minha defesa, convidam-me e não posso ofender. E também tenho direito à caturrice, certo? Of course.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...