Recomenda-se:

Netscope

Sunday, July 7, 2013

Money to burn


 
Há uma pessoa cá em casa que tem umas filosofias muito engraçadas em relação ao dinheiro, principalmente quando vai ao multibanco. Por duas vezes fez um levantamento, trouxe o talão e deixou lá o dinheiro, para fazer a felicidade de quem veio a seguir. Noutra ocasião atirou-o com o talão para o caixote do lixo. E desta vez, rasgou uma das notas junto com o talão. Por acaso lembrou-se a tempo e agora tem de levar o ridículo puzzle ao banco. Como se costuma dizer nesta família "estraguem, estraguem, que a ordem é rica e os frades são poucos". A brincadeira até já motivou umas acusações de comunismo e anti capitalismo (o céu nos livre, era o dia em que arrumava a trouxa e ia viver para outra parte) à hora do almoço. Está certo que o apego ao dinheiro é demasiado pequeno burguês para o meu gosto, mas vivemos no mundo real e deitá-lo fora, rasgá-lo ou queimá-lo também não me agrada: pode ser libertador mas não é lá muito bom feng shui e além disso lembra-me os novos ricos da febre de volfrâmio nos anos 40, que acendiam os charutos com uma nota...Credo.
 
 

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...