Recomenda-se:

Netscope

Monday, October 21, 2013

Sissi responde: corpo em transição e fototipo confuso.

                                       

Boa tarde Imperatriz Sissi,

antes de mais gostaria de dizer que gosto muito do seu blog. Comecei a acompanhá-lo com mais atenção à alguns meses, e gosto particularmente dos posts sobre biotipos e compra inteligente.
Tenho muitas dúvidas sobre como vestir o meu corpo de forma adequada, como escolher o que comprar... em suma, não me sei vestir.
Será que me pode ajudar?
Passo a explicar: sempre fui bastante magra, com um corpo do tipo coluna. Fui assim durante toda a adolescência. A minha estrutura corporal começou a alterar-se de forma significativa aos 19, 20 anos. Conservei o mesmo peso, mas a diferença entre a cintura e as ancas e ombros tornou-se mais visível. Acho que posso dizer que era uma espécie de Kate Moss (coluna mas com cintura visível) (...)
 A minha inspiração (...) era a  Twiggy (sempre gostei do visual 60's). Depois dos 21 anos, engordei mais de 10 quilos. Não sei vestir o meu corpo actual. A maior parte do meu peso concentra-se na barriga e pernas, mas como tenho uma estrutura corporal bastante estreita, continuo a parecer magra, apesar de não o ser. É escusado dizer que estive em negação durante muito tempo, pensei que perderia peso, e recusei-me a comprar roupa. Agora que me conformei (vou perder peso mas até lá preciso de me vestir), preciso de ajuda.
Sei que não sou uma coluna, não sou o triângulo invertido, não sou triângulo porque a medida dos meus ombros e ancas é semelhante, mas não tenho peito nenhum pelo que não sou ampulheta. (...)Só não sei como vestir este corpo que parece magro, mas que tem barriga. Com vestidos tenho mais sorte, basta um bom corte e um tecido aceitável e consigo vestir todos os vestidos estruturados M da Zara, sem parecer um trambolho. Não tenho idéia de como vestir peças separadas, principalmente para ir trabalhar.
Tenho outra questão a respeito do meu visual geral. Tenho pele clara e cabelo afro, herança dos meus antepassados que vão da Europa, a África, passando pela Ásia. O meu cabelo tem uma cor peculiar: castanho arruivado (auburn). Não tenho nenhuma figura pública com que me identifique para me ajudar a visualizar o que pode resultar com este cabelo e uma pele que, apesar de clara para o padrão Africano, não corresponde ao propótipo ruivo (...) e não tenha sardas nenhumas. 

 C.

 Em relação ao fototipo, temos sempre de considerar o todo: embora a pele da C. não seja transparente como a das ruivas comuns, beneficiará do mesmo modo se realçar os undertones dourados e encarnados, que neste caso estão presentes tanto na pele como no cabelo: bâton nude -coral, cor de camélia ou encarnado, blush encarnado, dourado ou cor de nácar...e nos olhos os tradicionais tons metálicos quentes, verde, púrpura ou paletas nude/castanho/preto. As opiniões dividem-se quanto ao eyeliner e mascara  negros para ruivas, mas muitos maquilhadores aconselham e pessoalmente acho que fazem um contraste adorável.

No que se refere à silhueta...julgar pela descrição, eu diria que a C. estará entre o corpo coluna e o que costumo chamar uma ampulheta magra, uma vez que a a cintura é mais estreita em relação ao busto e às ancas - o que se coaduna com o facto de notar que as pernas ficaram um pouco mais fortes. Tipos tradicionalmente femininos tendem a  ganhar peso nessas partes do corpo.  Nem toda a gente corresponde a um biótipo exacto e nem todas as "ampulhetas" têm um peito muito voluptuoso - só maior em relação à cintura. 
  Se o problema está na barriga e pernas, há que evitar chamar a atenção para essas zonas: 

- Escolha tops mais escuros do que a saia/calças;

-  Blusas ou camisas com detalhes (golas, aplicações, colour blocking) mais claros ou chamativos perto do rosto;

- Aposte em decotes amplos, para libertar a figura e realçar os ombros,  pescoço e a clavícula, pontos fortes da figura de ampulheta; assim desviará a atenção do resto;

- Casacos com golas de peles são um óptimo artifício e dão luminosidade ao rosto.

- Um bomber jacket de grande efeito é uma excelente opção para usar com calças, já que as ancas e coxas não são um problema.

- Se o aumento de peso se nota só na barriga mas não no estômago nem na cintura, tire partido disso: cintos escuros em relação ao resto da toilette e calças/saias de cintura subida q.b e tecido consistente, para "acomodar" e esconder a pancinha indesejada.

- Pode usar camisas/ tops folgados ou túnicas, mas que não fiquem completamente largos na zona das costelas/cintura (aqui o cinto é novamente um bom aliado) para não dar a ilusão de ser mais larga do que na realidade é.

- Calças com cós saruel, masculinas e folgadas q.b. são uma excelente maneira de mostrar as pernas sem as aumentar.

- Em termos de jeans pode usar os flare (que ficam bem a quase toda a gente e equilibram imenso) e boot cut, já que não tem problemas na temida zona das coxas. Evite os skinny, as leggings e os tecidos sintéticos ou brilhantes e as cinturas descaídas.


- O seu tipo suporta bem calças claras, desde que não sejam justas da anca para baixo: os modelos clássicos regressaram e esta é uma boa altura para nos abastecermos deles.


- Evite os botins com saias ou por fora das calças: vão fazer os pés parecerem muito pequenos em relação ao resto (se repararem em algumas imagens de Kim Kardashian perceberão a ideia).

Peças que vão dar imenso jeito agora (e que permitem mandar apertar quando emagrecer)

- Uma calça cigarrette de corte masculino, cós reforçado e sem pinças nunca desilude. 

- As saias lápis continuam em alta e são as melhores aliadas para mostrar a parte mais elegante das pernas e, simultaneamente, ressaltar umas bonitas ancas e dèrrierre.

- Este é um excelente ano para usar saias maxi: uma preta, de cintura ligeiramente subida e num bom tecido  possibilita imensas toilettes.

- Aposte em fatos e tailleurs ajustados à medida, seguindo as dicas acima para calças e saias. 

- Concordo que os vestidos são os melhores aliados, principalmente os sheath dresses os vestidos camiseiro e envelope. Tenha sempre atenção aos tecidos, evitando as fibras molengonas e sintéticas. O melhor é optar por modelos versáteis, que possa usar de dia ou à noite consoante os acessórios, ou numa boa colecção para todas as ocasiões- os modelos clássicos duram anos .









No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...