Recomenda-se:

Netscope

Sunday, November 24, 2013

Apaixonados há 81 anos.

                              oldestmarried
Acreditem ou não, este lindo casal deu o nó em 1932. John e Ann Betar estão apaixonados há 81 anos (uma das suas filhas tem exactamente 80 anos) e juntos passaram pela Grande Depressão, pela morte de dois filhos e pelo nascimento de 14 netos e 16 bisnetos. Em defesa das histórias- terrivelmente- românticas - que-parece-que-não-resultam-na-vida-real, o parzinho fugiu para casar. John raptou a noiva, que estava destinada a um matrimónio arranjado com um homem muito mais velho.
 Diz o casalinho, que fez as delícias dos media esta semana, que o segredo para fazer durar a paixão está em " ficar feliz com o que se tem" (e ter a pessoa amada ao lado já não é pouca coisa, eu acho...) "compreender a forma de estar do outro, com os acordos e desacordos" ( sempre acreditei no laissez faire, laissez passer, mas aplicá-lo no dia a dia, quando há assuntos fracturantes, é um verdadeiro desafio) e "dar SEMPRE as mãos".
  É claro que manter esta chama acesa, não perder o contacto físico, só se consegue mantendo o hábito. Não vejo outra forma lógica. 
 A humildade, paciência e devoção necessárias para conservar uma relação durante tantos anos são mesmo uma lição para a nossa geração tão apressada, tão impaciente,tão cheia de si mesma. Aposto que o casal também nunca permitiu interferências externas, nem colheradas alheias de rivais, amigos ou parentes (afinal, teve de fugir para ser deixado em paz). Isso é capaz de ter ajudado. Digo eu, que sei muito pouco mas acredito que as paixões fulminantes não nascem nas árvores e não devem ser desperdiçadas sem mais aquelas, quanto mais o amor verdadeiro (aquele que faz vibrar as cordas e deixa as pessoas a penar, com olheiras e o resto).

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...