Recomenda-se:

Netscope

Sunday, December 1, 2013

Botas longas sim, mas...com modéstia.

                                                  Altuzarra Stretch Leather Thigh-High...

  •      Céline e  Altuzarra 



    Já tinha mencionado aqui as botas overknee, que se mantiveram em voga desde o Inverno passado mas nesta estação se popularizaram em versões mais longas ainda: thigh high ou mesmo legging boots. 

    Ora, botas longas estão associadas a uma série de ideias, nem todas favoráveis: cá em casa comentou-se mesmo que as autoridades masculinas do lar não gostariam nem um bocadinho que eu fizesse um post sobre elas. 

    Mas aí está o fulcro da questão: o senhor pai e o senhor mano, árbitros da elegância que compete a raparigas bem comportadas, já me viram várias vezes com overknees calçadas e nem deram por nada. Essa é toda a ideia de usar bem estas botas, em qualquer versão. Servem para alongar a silhueta, para dar graça a um look boho mas acima de tudo para esconder favoravelmente as pernas e NÃO para as mostrar , como diz e muito bem a querida Joana Emídio Marques neste vídeo que explica tudo.

     Contraditório?
     Talvez, mas é nas fronteiras difíceis que reside a arte de fazer as coisas com estilo. 


    Em suma, a ideia é parecer assim...
                                    




    mas jamais ASSIM:


                        



    Ora, há várias formas de usar as botas extra longas sem atrair atenção negativa, tendo sempre consciência que a maior parte destas botas exigem pernas elegantes.

    1- Saltos baixos: esta é a versão mais democrática. Um tacão razoável, ou quase inexistente, transforma a bota overknee numa peça prática e discreta, que pode ser usada por quase toda a gente sem problemas. Acompanhe-se de um visual boho ou preppy - ficam fabulosas com belos big coats  de pele, como mostra Olivia Palermo. 



    2- Manter o resto da toilette sóbria e despretensiosa:




    Esta dica de styling é especialmente valiosa para os modelos um pouco mais vistosos, estilo pirata (ou seja, mais largos na parte superior do cano) mais claros/coloridos ou com atacadores. 

    Usar as botas com vestidos ou saias preppy (tartan, por exemplo) ou românticas, acompanhadas de malhas fofas, blazers, camisas ou pullovers pouco decotados, calças skinny ou de amazona equilibradas com peças volumosas na parte de cima e casacos largos ajuda a chamar a atenção para o look em si e a não focar todo o protagonismo nas botas, que de outra forma ficariam vulgares.










    3- Botas que escondem tudo: para isso são necessárias umas  legging boots ou thigh high boots, como as de Emilio Pucci, Céline e Christian Louboutin. 

    E estes modelos não são fáceis de encontrar por enquanto, a não ser que estejamos dispostas a fazer um investimento considerável.  Em tecido ou pele macia, convém que sejam de excelente qualidade, totalmente justas, sem enfeite algum e lisas, para que adiram completamente à perna.Como se fossem umas meias opacas. 

     Assim, podem usar-se mini vestidos ou saias curtas sem mostrar rigorosamente nada de mais. Mas atenção: a bainha da saia TEM de cobrir a bota, para que não se veja onde começa uma coisa e acaba a outra. A ideia não é uma figura provocante, vulgar, mas sim de pernas infinitas.  (Reparem que a modelo tem uma das botas um pouco mais abaixo, mas apenas para que o consumidor note que tem umas botas...efeito a evitar na rua!). Prático, quentinho e sexy, mas adequado.



            


1 comment:

Sara Chaves said...

Algumas são mesmo muito giras =D
Acho que o conjugar sem parecer demasiado oferecida é que é mais complicado!
De resto.. adoroo
Mimalhices Diárias Blog

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...