Recomenda-se:

Netscope

Monday, December 23, 2013

O momento fabuloso ( e tardio) de...embalar presentes.

                                            
Todos os Natais é o mesmo: após a busca meticulosa dos presentes (este ano não tão estratégica como de costume, mas estou razoavelmente satisfeita) segue-se a brincadeira de os distribuir e acomodar devidamente em sacos coloridos, com as respectivas fitas, laçarotes e etiquetas. Não sou tão artística que me dedique a fazer embrulhos, mas como não me serve qualquer papel - e algumas coisas, como as antiguidades ou as compras feitas pela internet, nem sempre vêm embrulhadas -  faço a alegria dos fabricantes de caixas e saquinhos dourados, prateados ou com purpurinas. Afinal, é tudo parte da magia. Em pequena a minha alegria era rasgar o papel em três tempos, e quanto mais bonito era mais prazer me dava espatifá-lo (para horror da avó que esperava que eu o retirasse cuidadosamente). Manias.
 Mas desta vez confesso-me terrivelmente preguiçosa para fazer frente a esta obra de colocar gravatas de seda, cachecóis de cachemira, camisolas de lã, peças de bronze, vestidos, sapatos, porcelanas e outras coisas criteriosamente escolhidas nos devidos lugares. Tanto trabalho de selecção e aquisição, e ainda agora mais esta...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...