Recomenda-se:

Netscope

Sunday, January 12, 2014

As plataformas de Galliano e o regresso dos mules

                                Nicki Minaj wearing Galliano Bow Platform Pumps - Copy

Comentei por aqui várias vezes que no que respeita ao calçado sou uma pessoa bastante democrática - talvez por ser mais conservadora (ou antes, cingir-me ao que resulta) nas silhuetas da roupa. Chunky heels, scarpins, stilettos, compensados, flats, plataformas, botas, botins, d´orsay, overknee boots, thigh high boots, loafers, pumps, Wellington boots,  kitten heels, peep toes, mules, court shoes, riding boots,  Mary Janes, etc, etc, etc -  uso de quase tudo conforme a toilette e o mood do dia e raramente digo desta água não beberei. 


Mesmo alguns ugly shoes, tão em voga este ano,  não me chocam. Gosto de experimentar e sobretudo, de variar nos formatos, nas biqueiras e no tipo de salto, até porque não é saudável andar dias seguidos com o mesmo par (não só estraga os sapatos, como "massacra" sempre as mesmas zonas do pé) ou com o mesmo tipo (trauma, muito trauma de quando as biqueiras aguçadas e salto agulha eram de rigueur há uns anos atrás).

É claro que prefiro modelos intemporais e invisto pouco em tendências passageiras - tive umas Litas nos pés duas vezes e uma delas foi no Carnaval, mas parece que meio mundo não se cansa delas. 

No entanto há formatos que são recorrentes, e as plataformas são um deles. Nesta fase em que tudo é permitido, em que stilettos assassinos se passeiam lado a lado com bailarinas, guardo os meus pares de cunha com carinho, uso-os de vez em quando, mas sinto-me bem mais confortável com modelos que não sejam tão compensados à frente como estes andaimes de John Galliano


Curiosamente, cada vez mais acho os sapatos altos sem compensação mais acessíveis , porque sentimos onde pomos os pés e não balançam na calçada portuguesa. Tudo tem o seu lugar, mas nada bate um salto clássico. Claro que por muito open minded que eu seja em relação a sapatos, dificilmente calçaria alguma coisa que Nicki Minaj tivesse usado. Tenho umas sandálias de plataforma semelhante pretas, mas isto é decididamente over the top. Too much.




E num momento em que todos os sapatos, botas e sandálias são permitidos e bem vindos (a bem da variedade e dos nossos pés, espero que a tendência dure) seria estranho que os mules não fizessem um regresso. Abertos ou fechados, minimalistas ou folk, vão estar por toda a parte. Já me tinha querido parecer que assim seria - os kitten heels e as biqueiras afiadas assim anunciavam - e pelo sim, pelo não, fui recuperando alguns exemplares cá de casa e não torcendo o nariz a algumas oportunidades que apareceram, como uns Michel Perry lindos. Mas agora é oficial: se ainda têm os vossos, vão buscá-los. Não sendo os meus favoritos, têm a vantagem de uma elegância sem esforço - e ficam fabulosos com umas simples calças cigarrete pretas curtas no tornozelo.









No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...