Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, February 4, 2014

Querido S. Pedro:


Eu até sou uma rapariga fácil de lidar. Não me costumo queixar do tempo. Gosto do Verão, gosto do Inverno. Sempre discordei de quem acha que o Inverno é a estação chata, que não dá para vestir bem- pelo contrário. Se está frio, aproveito para levar à rua a minha colecção de casacos, estolas, luvas e pashminas. E este ano as opções são muitas. Se chove, uso gabardinas, chapéus e capuzes, no melhor modo se me dão limões, faço limonada ou invento um cocktail. A sério, não quero ser queixinhas nem desagradável.

 Mas chuva, E ventoE frio, tudo junto, durante um mês e meio, é para pôr à prova as capacidades do stylist mais paciente. Ou da mais competente das donas de casa/governantas/senhoras da lavandaria. Não se dá vencimento, mesmo com um guarda roupa quase infinito. Coisas básicas como camisolas pretas têm limites, por muitas que se tenham.

Chuva, E ventoE frio, tudo de uma vez, não dá - até porque os casacos mais quentes tendem a não ser impermeáveis. E apesar do meu complexo Imelda Marcos já não há botas que aguentem a não ser botas de neve tipo astronauta e essas não me convêm para ir trabalhar, compreende? 

Para não falar que as malhas, adequadas para  baixas temperaturas, não são o melhor que pode haver para a chuva. Ficam alagadas, e não há nada mais desagradável. Então, ando num dilema: trajo a contar com a chuva ou com este frio da Sibéria? Além de que há imensas ideias para outfits giríssimos com sapatos que ainda não experimentei porque não quero ficar com os pés congelados- está certo que uma senhora não sente dor, nem frio, nem calor e só vê e ouve aquilo que quer, mas isso era lindo no tempo da avó que estava regaladinha em casa. Para não mencionar que com este vento não ouço é nada, nem vejo nada com o cabelo à frente dos olhos, fico desorientadinha de todo. E os passeios que já tive de cancelar? Nem me lembre disso. No Sábado passado tentei andar ao ar livre e vi voar pratos, vasos e bancas, enquanto a senhora da barraca das bifanas tentava desesperadamente arranjar-me uma sanduiche voadora e parecia que eu tinha-palavra de honra - o carro dos bombeiros a despejar-me água em cima. O almoço improvisado mais surreal da minha vida.

É deprimente estar fechada e quando preciso mesmo de ir à rua, saltar pocinhas e quase ser levada pelas rajadas - isto se não vier um gordo contra mim, que daqui a nada já nem os pesos pesados se seguram. Ainda há a odisseia de transportar os sacos do supermercado para casa, que nem pensar nisso é bom.

Por isso, caríssimo S. Pedro, eu não percebo nada do seu mister mas por simples senso comum quer-me parecer que já está tudo regadíssimo e não precisamos de mais água. Se é para castigar alguém em particular, sugiro que se metam essas pessoas numa Arca, com o Noé funcionou. Mas castigar todo o mundo parece-me um bocadinho exagerado.

 Apelo à sua compreensão e subscrevo-me com a mais elevada estima,

    Sissi

3 comments:

Mrs. BlueBerry said...

Chuva e vento não combinam mesmo, ainda por cima os guarda-chuvas não são assim tão resistentes ao vento. Eu já estou farta deste tempo, prefiro as meias-estações :)

Sandra Paiva said...

Eu confesso-me uma "Inverno hater" e sim, nunca sei o que vestir. Tudo muito lindo, pelinhos e pashminas (nem sei o que isso é), mas na real verdade, eu gosto de conseguir mexer-me e não andar por aí tipo robocop e estar em casa a cozinhar com kispo de penas. DESAGRADÁVEL. Eu gosto é do Verão ;)

A Gata de Saltos Altos said...

Também sou como tu, tanto gosto do Inverno como do Verão. :)
Um beijinho e bom fim-de-semana *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...