Recomenda-se:

Netscope

Thursday, April 24, 2014

Isto parece a imprensa do Faroeste.



Ou, se eu quiser ser mais complacente com tanto ridículo, da Inglaterra vitoriana ou da Chicago dos anos 20. 

Repito que sou algo distraída no que toca a notícias, sensacionalistas de mais a mais,  por isso os ecos dos homicídios em S. João da Pesqueira chegaram-me só vagamente aos ouvidos.

 Eis que começo a ver, espalhadas de forma alarmante pelas redes sociais, manchetes sobre um "monstro" sem que explicassem lá muito bem que monstro era esse. O de Loch Ness? O Big Foot? O das bolachas? Demorei um bocado a perceber de que história de faca e alguidar se tratava, e se me dei ao trabalho de procurar foi porque me pareceu caricato, no mínimo, que o uso de pôr alcunhas sugestivas, à filme, a criminosos procurados voltasse a estar na berra entre os nossos jornalistas.

 Que algo ainda me surpreenda nos hábitos de certa Informação nacional só prova que vivo numa candura incurável de acreditar em unicórnios, elfozinhos e pais natais: de erros de português a expressões brejeiras passando por pivots de mini saia, tem-se visto de tudo no firme propósito de deseducar o povão.

 Mas isto é, como diz o dito, uma verdadeira cóboiada. Deu-lhes para a comédia, agora, como se os palhaços não tivessem falta de colocação e precisassem de concorrência.


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...