Recomenda-se:

Netscope

Thursday, June 5, 2014

Nervoso miudinho sem consequências.



Já se sabe que as pressas dão em vagares e que a cólera, embora possa ser útil  para fazer/dizer/terminar por impulso coisas que de outro modo seríamos demasiado civilizados para levar a cabo, é em geral má conselheira. Assim, quando se está muito nervoso, manda o bom senso que uma pessoa se mantenha bem longe de...

...Lojas: a terapia das compras pode funcionar - com moderação -  quando se está deprimido, mas com a cabeça a andar à roda e o sangue a ferver é muito má ideia. Primeiro, porque o mais certo é atrapalhar-se, mandar abaixo algum expositor e passar uma vergonha, ou deixar o cartão na caixa e só dar por isso mais tarde. Depois, pelo óbvio: é provável que, com os nervos, gaste um ror de dinheiro em coisas inúteis ou sem graça nenhuma.
 O mesmo vale para pontos de venda online: como basta um clic para se meter em trabalhos, o melhor é manter as mãos quietinhas.

...Supermercado: porque muita gente quando fica com raiva sente uma fome disparatada, e quando se está com fome tudo parece bom. Se tiver mesmo de ir porque ninguém vai por si, passe a correr e de olhos fechados pelas estantes de guloseimas.

...Frigorífico: Idem.

...Cabeleireireiro: Se calhar só lhe apetece lavar e secar para se sentir mais bem disposto (a), mas como há cabeleireiros do demo que sabem ler mentes vulneráveis e tendem a oferecer os serviços mais exóticos - e dispendiosos - a quem percebem não estar na plena posse das suas faculdades, é mais sensato fugir de salões até voltar ao normal. Caso contrário, arrisca-se a voltar com um alisamento caríssimo de que não precisa ou com uma valente carecada.

...Agências de viagens:  por um motivo semelhante. Entra para escolher uma escapadinha para o Minho e quando dá por si, comprou um passeio à Patagónia.

...Redes sociais e blogs: já reparou que algumas pessoas publicam posts raivosos e de mau gosto que dão mesmo a conhecer as suas fraquezas? De ataques ao governo ou ao clube de futebol rival que mais parecem cartas de ódio, a alfinetadas ao ex ou à inimiga fidagal que alfinetam mais quem publica do que o visado - estilo "nunca serás tão gira como eu" ou "passo muito bem sem ti" (quem passa bem nem sequer se lembra da pessoa, logo é contraditório e irrelevante escrever coisas dessas) há quem faça questão de mostrar o quanto está irritado, só para se arrepender depois. De igual modo, se é daquelas pessoas que tem a mania de ver as páginas de gente que lhe faz dor de estômago - péssimo hábito, mas pior em dias desses - fuja mesmo. Só vai ficar pior ainda, e sem ter onde descarregar. Ou perder a cabeça e dizer algum disparate.

...Sítios frequentados por alguma persona non grata: a diplomacia é uma grande virtude, mas se não se sente capaz de a aplicar... passe de largo. Corre o risco de perder a transmontana e dizer tudo o que não teve coragem de dizer até hoje, com o dobro da veemência. Circos dispensam-se, e provavelmente o alvo nem vale a bala - salvo seja.

...O gabinete do chefe: se não for literalmente para ali chamado, faça-se pequenino (a) o dia todo e saia à francesa assim que terminar o expediente. Este não é um bom dia para debates, negociações ou discussões sobre o seu futuro na empresa. Se lhe der para desabafar pode voltar para casa aliviado...e livre para procurar um emprego novo.

Aulas de Krav Maga (em ginásios com sacos de boxe) festas barulhentas onde ninguém ouça o que diz, o confessionário da Igreja porque é para isso que o Sacerdote lá está, estádios de futebol onde assim como assim está tudo aos gritos e aos palavrões,  o passeio para fazer jogging com o Ipod nos ouvidos, o telefone - para ligar à mãe ou à melhor amiga; evite a cara metade em situações destas para não assustar ninguém- ou o divã do terapeuta, caso o tenha, são portos seguros. Depois é só esperar que passe...

1 comment:

beautifulprincess said...

bem dito. acontece-me imenso fazer algumas dessas coisas por impulso, e depois arrepender-me. estou a tentar controlar-me :)

xx

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...