Recomenda-se:

Netscope

Thursday, July 17, 2014

Aceitar os conselhos de moda "deles": boa ou má ideia?

Kim Kardashian antes (esq.)e depois (dir.)de aceitar os conselhos da cara metade

A maior parte dos homens, mesmo contando os que têm gostos minimamente refinados, não percebe muito de moda (pelo menos, não da mesma maneira que nós mulheres a entendemos) e faz questão de o anunciar aos quatro ventos. 
  Até os mais conhecedores, muito exigentes no aspecto do atavio masculino e apreciadores da mais refinada elegância feminina, poderão não saber coisas básicas como o que é um bolero ou distinguir flare de skinny jeans. 

Antes de continuar, ressalvo que é preciso deixar de fora deste texto os que gostam de ver as mulheres, inclusive as próprias namoradas, "quanto mais sexy melhor" - porque enfim, essas vulgaridades nada têm a ver com o público alvo aqui do blog, que trata de gente modesta e razoável. 
  No entanto, uma coisa é verdade: muitos poderão não saber pormenores ou não conhecer tão bem as marcas, mas têm um sentido de proporções que por vezes as raparigas tendem a ignorar. Sabem o que favorece o corpo feminino e o que lhes agrada.

 A discussão "a moda é feita por mulheres que não sabem o que é bom para elas e por  homens que não gostam de mulheres" é muito velha, mas tem a sua razão de ser. As mulheres podem achar graça a coisas que lhes abafam as linhas e que não favorecem ninguém porque lhes são opostas, e os opostos atraem-se.
   Depois, há a curiosidade e a atracção que quase todas têm pelo que brilha, pelo que é diferente... e o velho desejo de impressionar as amigas com a última novidade, tudo isso comportando o risco de cair no estatuto de Man Repeller. Ou seja, de ouvir muitas queixas da cara metade ou, para as solteiras, de ser muito cool, muito fashion, muito trendy...mas pouco apelativa para o sexo oposto.

 Nessa altura convém dar ouvidos aos rapazes, de preferência aos rapazes- namorados, maridos, amigos, pais, irmãos-  que não percebem nada de moda; só assim se encontra o equilíbrio entre a elegância fashionista que todas querem e a beleza tradicional (curvas q.b, cabelos esvoaçantes e caras de boneca) que eles entendem como bonito desde que o mundo é mundo.

 Mas eu disse, dar ouvidos aos rapazes que não percebem de moda - porque se vamos perguntar aos que se arvoram em especialistas, pode ser pior a emenda que o soneto.
 Não queria trazer Kim Kardashian à baila mas como não me ocorre um exemplo mais ilustrativo, terá de servir. 



 A estrela de reality show - que por mais que a tentem transformar noutra coisa não deixará de ser o que é - nunca foi exactamente polida. Muitos dos seus visuais eram bastante vulgares ou pareciam baratos. Mas não se podia negar que, mal ou bem, a maior parte estava de acordo com a sua figura curvilínea, tirando o melhor partido dela, e que (fora o exagero de maquilhagem e o cabelo demasiado preto) o look próximo do que Deus lhe deu era o que a favorecia mais. Para melhorar bastava limar as arestas, suavizar um bocadinho, optar por tecidos melhores e um styling mais moderado...mas a silhueta estava lá! E isso é o essencial.

Pois bem, a menina, como tonta que é, juntou-se a um tonto com a mania que é esperto,que acha que percebe de moda e sabe tudo.


Antes e depois: na dúvida, perguntar às amigas ou a um stylist com credenciais.

Kanye West, que se considera um expert, entendeu que havia de "refinar" a mulher com roupas de melhor ar, algumas intervenções estéticas escusadas e uma maquilhagem mais...bon chic bon genre. A ideia seria boa, se ele não tentasse encaixar um círculo num rectângulo ou seja, se não a vestisse com roupas que até numa modelo magríssima são arriscadas, quanto mais numa mulher com formas voluptuosas. Desrespeitou completamente o tipo dela e convenceu-a a usar tudo o que uma mulher curvilínea, seja mais gorda ou mais magra, deve evitar: golas altas demasiado justas, decotes abafados, cabelo apanhadíssimo, sapatos que tapam o pé e o tornozelo...enfim, tudo o que encurta, alarga e engorda!

Moral da história: a opinião do mais que tudo conta sempre, se ele for um rapaz de gosto  que não goste nadinha, ou goste pouco, de moda. Porque gostar e ter talento não são sinónimos; pode dar-lhe para invenções destas e...para vosso bem, é melhor fazer ouvidos moucos!






2 comments:

Inês Sousa said...

Nesse campo regra geral o marito vai entendendo minimamente o que me fica bem e lá está não gosta de golas altas nem de calças saruel nem de jeans boyfriend (estas duas peças eu uso-as à mesma mas com cautelas), nem de cabelos apanhados (e eu que fico bem de cabelo preso). Por isso apesar de não estarmos de acordo com algumas coisas no geral corre sempre bem porque ele gosta de uma mulher arranjada e eu só me dou bem estando arranjada :-) (sim eu tenho o mesmo formato de corpo que a senhora aqui representada, mas não tão voluptuosa digamos)

A Bomboca Mais Gostosa said...

So true. O meu Bomboco de moda não percebe absolutamente nada de moda mas sabe quais as peças com que gosta mais de me ver, e realmente sim, normalmente são as que mais me favorecem.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...