Recomenda-se:

Netscope

Sunday, July 20, 2014

Pequenos nadas que dizem que o mundo está contra vós, ou a odisseia do café.


A máquina de cápsulas de café dá o triste *e irremediável*  pio, sem explicação razoável.
 Ao tentar perceber o que se passa, fazeis voar a chávena em mil pedacinhos. A chávena é daquelas que cai, se escaca que nem o Humpty Dumpty do muro abaixo e passados três dias ainda se encontram estilhaços nos sítios mais recônditos. Não do Humpty Dumpty, da chávena, que como é uma espécie de vidro é bem mais perigoso pisar-lhe os fragmentos.
 Leva-se "cafeteira" a uma casa de reparações e asseguram que em princípio, em princípio, a infernal maquineta está como o  Humpty Dumpty e muitas outras coisas por este mundo fora: não tem conserto. All the king´s horses and all the king´s men...enfim, sabem o resto:



 Ides à loja do tio Belmiro comprar outra engenhoca, de outra marca porque afinal  a mais cara foi o que se viu e o templo das cápsulas mais parece que vos quer converter a uma seita, tal é a cassete que os empregados engoliram, o olhar vidrado com que vos asseguram que sem aquelas cápsulas mágicas o vosso mundo se vai tornar um vale de lágrimas e os salamaleques com que vos atendem - tudo jurando que vale a pena esperar tanto tempo numa fila ridícula só para degustar (e o que essa palavra tem de irritante não dá para explicar numa linha só) aquela poção aguada que nem sabe tão bem como isso e que, mais cor menos cor, mais intensidade menos intensidade (o que quer que isso signifique) vai toda dar sensivelmente ao mesmo.

 Mas íamos na loja de electrodomésticos: dais por vós a pensar se tereis caído nalgum manicómio ou numa empresa que por questões de responsabilidade social privilegia o recrutamento de jovens...bom, que não são lá muito brilhantes, porque vos calham dois assistentes de vendas apoucadinhos de todo.
Um que vos deixa carregar dois caixotes até à caixa (passe a lenga lenga) e vai à vossa frente de mãos a abanar depois de ter sido virtualmente incapaz de alinhavar duas ideias com jeito, outro que pouco mais adianta. 
   Por fim, ante a vossa dúvida: levo esta ou aquela? Quero uma que funcione com mais do que uma marca de cápsulas, o rapazinho lá consegue atar coisa com coisa numa frase para vos dizer que a mãe dele tem uma igual e que a senhora, Deus a ajude que trouxe ao mundo um filho tão tolo, até compra as ditas no Continente e tudo. 
Com base nesta informação, escolhe-se essa máquina...e não, parece que afinal a elitista de uma figa só funciona com cápsulas do seu nível e pedigree.
Paciência, pensais vós que até sois pessoas positivas, daquelas que vêem o copo sempre meio cheio e que se o ovo se escangalha fazem omelete: ao menos tem muitas variedades e chocolate quente, moccacino e tudo.
 Depois de tantas voltas experimentais um moccacino, porque às vezes sabe bem chocolate ao pequeno almoço como as senhoras do antigamente...e zás: qual pedigree qual cabaça, 
sai-vos leite simples. Alguém se terá esquecido de pôr cacau e café na mistura, vá um consumidor fiar-se no glamour da publicidade.
 E ocorre-vos se tereis ofendido a Fada do Café ou coisa que o valha. Ou se alguma bruxa vos rogou uma praga bem esquisita, daquelas que não causam grande mossa mas são chatas como a potassa...


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...