Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, August 13, 2014

Obrigada, Lauren Bacall


Não sei porquê mas o mês de Agosto costuma ser fatal às estrelas. Este ano não foi excepção: Robin Williams num dia, Lauren Bacall no seguinte.
  E com isto perde-se uma das últimas grandes lendas da era dourada de Hollywood. Lauren Bacall, a rapariga do olhar felino e enviesado, ensinou-nos que ser tímida não é defeito, que um estilo andrógino sem esforço pode derreter mais corações do que o decote mais sedutor e que o amor à primeira vista não só existe como pode durar até que a morte os separe.  Bacall era cool antes de o cool ser sonhado.

Curiosamente, o olhar de  soslaio que a celebrizou não nasceu por coquetterie mas porque ela não conseguia encarar a sua contracena, Humphrey Bogart. Ele era já um nome incontornável na indústria, o homem mais desejado do planeta, e Lauren uma bela novata com um fraquinho por ele. Intimidada, baixava o rosto e falava baixinho, numa voz grave e sussurrante.

Bogart ficou rendido.  O cinema ganhou simultaneamente  "The Look" e uma das suas vozes mais emblemáticas. E Lauren construiu uma assinatura que permanece até hoje.

  Talvez por isso ela dissesse que a celebridade não era uma profissão, mas um acidente. 

  O acaso tem por vezes frutos lindíssimos destes. Thank you, Mrs. Bogart.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...