Recomenda-se:

Netscope

Saturday, September 6, 2014

36 it girls que se podem admirar sem dano, segundo a Harper´s Bazaar

Lucilla Bonaccorsi

Embora vá cedendo aqui e ali às pressões que banalizam as revistas mais tradicionais e sofisticadas, a Harper´s Bazaar ainda mantém alguns artigos (tanto de moda, como de sociedade) do género a que sempre habituou o seu público.
 Esta lista das 36 it girls a acompanhar - "cisnes modernos", mulheres dos seus late twenties aos early thirties - que inclui as mais criativas editoras de moda e bloggers, Kennedies, aristocratas tornadas empreendedoras, modelos e filhas de celebridades que dão cartas no mundo elegante e por aí fora... é, se pode existir tal coisa, uma lufada de ar fresco à moda de outros tempos.

Lady Amelia Windsor

 Há os nomes do costume - como Cara e Poppy - e outros que merecem uma olhadela atenta, na melhor tradição de elegância. Todas com backgrounds e percursos diferentes , mas com algo em comum: classe. E isto importa porquê? Porque convém ver nas revistas exemplos de raça, de distinção, de savoir-faire, por mais que nos tentem convencer de que os tempos mudaram e de que não há mal nenhum em achar piada a Kim Kardashian e companhia, ou em que os media percam tempo com duelos de coisas- que -agora -não digo entre Jennifer Lopez (que já tem idade para ter juízo) e as outras.
  Recomenda-se uma boa vista de olhos e que se partilhe com irmãs e primas mais novas, sobrinhas ou filhas (se for caso disso) porque é de pequenino que se torce o pepino e eu não sei quanto a vocês mas tenho vontade de desatar ao puxão de orelha quando vejo meninas com obrigação para gostar de outras coisas a fugir-lhes o pé para as Rihannices ou a vestir como a Rita Ora na maior das inocências.
 Nada como mostrar alternativas, e estas "meninas cisne" são muito mais giras.


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...