Recomenda-se:

Netscope

Thursday, September 11, 2014

9 pequenas coisas que arruinam um visual



 Mais vale ter (ou aparentar o mais possível) bom ar do que ser convencionalmente bonitinha mas vulgar e/ou ter recursos ilimitados, mas mal empregados. A elegância polida e correcta é algo que supera os anos e que nunca se perde, mesmo com poucos meios ou muita pressa. Numa semana em que se fala muito de fashion weeks e eventos de moda, é sempre bom lembrar que ao criar um look - qualquer que seja o estilo -  o aspecto clean e bem acabado deve ser sempre tido em mente.

  Antes simples e distinto do que imperfeito ou grosseiro. E a diferença entre um e outro está muitas vezes nos pequenos nadas:

1 - Bainhas por fazer - as lojas já não são o que eram; hoje há poucas que, como antigamente, impeçam o cliente de sair sem ter a roupa ajustada à medida (bons tempos!). 

Depois há a tentação de levar logo para casa e entrar em modo  isto dá-se uma dobra e pronto. O que acontece é que a) a roupa fica para ali a ganhar pó ou b) vai-se para a rua com um aspecto mal enjorcado. Isto é particularmente grave quando se trata das bainhas das calças, porque ou fazem volume nos tornozelos (se forem justas) ou  arrastam pelo chão (no caso de calças a direito, flare ou boca de sino).  Não só é feio, como limita muito a escolha do calçado - para que servem umas skinny se estão dobradas e é 
impossível enfiá-las dentro das botas? E isto no melhor dos cenários, porque se ao usar dobras ou virolas não enfiar o salto do sapato numa delas e não se der uma queda daquelas meio dia a cair gente, é uma sorte.

2 - Pele a brilhar...ou a berrar por socorro: aqui disse que poucas coisas são mais inestéticas, além de a oleosidade acumulada entupir os poros. De um brilhozinho ocasional ninguém está livre (é do calor, é da maquilhagem, etc)..mas não matar o dito quando ele aparece com um lencinho e pó compacto, isso é desleixo.
 Pele seca, manchada ou pouco uniforme também é uma desmancha prazeres: um rosto luminoso é a base para qualquer visual.

3 - Lycra e derivados: Esse é assunto velhinho neste espaço, por isso nem vale a pena repetir o rosário: sempre que possível, reservem-se esses tecidos para bikinis e certas roupas de desporto. Uma camisolinha de lycra arruina uma boa toilette, porque grita "barato" a quilómetros e dá um ar mole, sujo e  transpirado a quem a usa.

4 - Roupa interior errada: alças de silicone com cai cais (estes destinam-se exclusivamente a tops com várias alças fininhas, para tudo o resto usa-se lingerie sem alças) soutien normal com cava americana ou vestidos abertos nas costas, soutien de rendinhas sob t-shirts ou simplesmente, alças torcidas ou descaídas; lingerie branca ou preta visível debaixo da roupa, calcinhas que apertam a pele fazendo saltar gordurinhas reais ou imaginárias, etc, etc...a lista é grande. 
A solução é apostar num enxoval de roupa interior simples e invisível, adequada ao tipo de corpo, que inclua alguns soutiens sem alças e/ou com alças adaptáveis a diferentes decotes (para vestidos sem costas ou com aberturas, etc) em preto e cor da pele. Não é que o branco não tenha o seu lugar, mas como o tecido da lingerie é mais espesso que o da roupa, acaba quase sempre por se notar. A lingerie de fantasia é reservada para usar com tecidos firmes (alguns vestidos de noite, por exemplo) ou camisas soltas.

5 - Eyeliner esborratado: Tal como o brilho na cara, acontece às melhores, mas poucas coisas dão um ar tão descuidado e cansado. Delinear com sombra em pó ou eyeliner gel em vez de lápis ajuda a prevenir essas gaffes, mas nada é garantido. O remédio é estar atenta, trazer um espelhinho e umas toalhitas e ir retocando. 

6 - Cabelo sujito...ou estilo espanador: Muitas mulheres não passam sem o brushing profissional, mas detestam fazer a manutenção em casa. O resultado é que entre visitas ao salão andam com o cabelo menos limpo (julgando que lá por estar alisado, não se nota) ou lavam e secam ao natural quando o seu tipo de cabelo não o permite, resultando numa juba tipo escova de arame, com textura de palha de aço. Das duas uma: ou bem que se tem meios para lavar as vezes necessárias no cabeleireiro, ou bem que se aprende a dar o jeito em casa, que actualmente, com tantos produtos e modeladores fáceis de usar não custa nada. Pode não ficar perfeito, mas fica apresentável. Escusado será dizer que quanto mais descomplicado o corte e a cor, mais fácil é de manter no dia a dia.

7- Cara lavada...ou grafittada: Nada contra o look natural, mas poucas mulheres o suportam a 100%. Nem todas têm o porte de uma Inès de La Fressange para escapar com isso, logo... um BB Cream, um jeito às sobrancelhas e uma corzinha nos lábios recomendam-se. Depois há o extremo oposto: muita base (e da cor errada) sombra azul sem máscara, nem eyeliner, nem nada, makes demasiado dramáticos em plena luz do dia, e por aí fora.

8 - Sapatito duvidoso: repete-se a regra áurea..um vestido modesto passa, sapatos de má qualidade não. O mesmo vale para a carteira.

9 -Muita tralha: Hoje vi uma senhora que iria bem apresentada não fosse ter misturado preto,encarnado, colares, plataformas altíssimas, cinto de franjas e carteira a condizer na mesma toilette. Não há elegância que resista à poluição visual, além de o efeito de uns acessórios arruinar o dos outros. Mais do que dois elementos chamativos num coordenado é arriscar muito, três é overkill.

4 comments:

Inês Sousa said...

Eu aproveitei as fashion week para abordar a temática da sobriedade elegância e saber estar utilizando o exemplo de Carolina Herrera. Foi transmissão de pensamento. Bjinhos

A Bomboca Mais Gostosa said...

Óptimas dicas! :D E intemporais! Infelizmente, acho que as pessoas que mais delas precisam, não lêem o teu blog :\

Tania Argent said...

Esqueceste-te do verniz a descascar ;) XD
bjs

Maria Gabriela Dias said...

Boas dicas, geralmente também costumo ter bastantes problemas com os soutiens, por ter os ombros descaídos (andam sempre a sair dos ombros, por melhor que me assentem no peito). Também Tenho cabelo mais ou menos como o descrito aqui, mas não ao exagero e gosto de andar de cara lavada, o que fez (talvez, deduzo que seja esse o motivo) que tenha entrado nos "entas" sem grandes rugas. É que nem pés de galinha tenho! Relativamente ao cabelo, creio que vai piorando com a falta de vitaminas e nutrientes, porque já foi sedoso e brilhante... E se tiver de me maquiar, acredite que não faço nenhum grafitti. Um gloss, um rímel e uma sombra... E fico pronta! Se estiver muito branca, um fond de teint ou um blush cala as pessoas, senão já sei que lá começam as boquinhas... "Está-se a sentir bem?"; "Está tão branca, está doente?" É isto que dá quase não ver a luz do sol (tanta falta sinto dele, tenho sombra quase todo o dia, o ano todo)

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...