Recomenda-se:

Netscope

Monday, September 8, 2014

A alegoria do cântaro - ou da cântara, conforme.



Diz o povo: tantas vezes vai o cântaro à fonte que alguma vez lá fica a asa. Não estou certa se é o cântaro ou a cântara mas como a definição de um e outra parecem variar de terra para terra, seja. Assim como assim actualmente já só se usam cântaro (a)s para enfeitar ou para regar as flores. De qualquer modo, o dito popular emprega-se para dizer que um comportamento arriscado, repetido muitas vezes, mais dia menos dia acaba mal (porque a sorte não dura sempre) .

 Isto recorda-me um rapaz conhecido da minha família que - nos anos 70/80, quando acampar ficou na moda - decidiu que queria passar assim as suas férias. Mais tarde apaixonou-se mesmo pelo campismo e comprou uma carrinha pão de forma para isso, mas da primeira vez que foi só tinha um carro pequenino onde mal cabia a tenda, a roupa e tudo o que era preciso, mais a mulher e o filho. A solução foi levar alguma bagagem no tejadilho, incluindo o cântaro de plástico...que ia pendurado por um fio e foi a balançar contra o carro pela estrada fora, para gáudio da vizinhança...

 Mas divago - o ditado tantas vezes vai o cântaro à fonte que alguma vez lá fica a asa pode também ter um sentido positivo:  muita insistência acaba por dar frutos, para o melhor ou para o pior. E por vezes, quando uma situação está estagnada e se vai à fonte, se volta à fonte mil vezes sem chegar a lado nenhum - entenda-se, uma questão profissional que não ata nem desata, uma relação entre duas pessoas que se tornou uma batalha campal - 
ficar lá a asa (ou partir-se o cântaro) pode não ser tão mau como isso.

 Antes um cântaro partido do que um cântaro que fica vazio por mais que vá à fonte, ou um cântaro roto que nunca está cheio por mais água que se ponha lá dentro. Se a asa parte, algo tem forçosamente de mudar; se o cântaro se escangalha, pode ser colado ou substituído; vira o disco e toca o mesmo é que não dá. Ninguém está para ir à fonte vezes sem conta, salvo seja. Antes entrar em modo "minha mãe mandou-me à fonte e eu parti a cantarinha".


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...