Recomenda-se:

Netscope

Monday, September 1, 2014

Lorde e Taylor Swift: duas ajuizadas num mar de malucas?


Quem tem filhas, sobrinhas ou irmãs mais novas e se preocupa com a educação delas deve estar a passar por um mau bocado neste momento. 

Por muito bons hábitos que se tenham criado - e as crianças aprendem a ter gosto em casa, óbvio - não só há a pressão de colegas e amigos a levar em conta como pode ser estranho, a certa altura, explicar-lhes que modas destas não deviam ser aceitáveis (quanto mais copiadas) que não é suposto uma rapariga de juízo achar o que a Nicki Minaj ou a Miley Cyrus fazem normal, que não está bem vestir como a Jessie J ou a Rihanna ou até que a Beyoncé é linda e tem talento, certo, mas que o que ela faz no palco fica no palco, não é para fazer em casa nem na rua.

 O escabroso tornou-se de tal maneira comum que é preciso estar mesmo atento e saber explicar os contextos: certos tipos de música ou programas de televisão reflectem subculturas que não interessa imitar, por muita piada que possam ter na MTV.
No meio deste panorama deprimente, porém, há jovens starlets que dão excelentes exemplos de saber estar e vestir. Podia citar várias, mas assim de repente ocorrem-me Lorde e Taylor Swift.






Goste-se ou não do estilo de Lorde (eu tenho um fraquinho por elementos góticos, mas não suporto a maioria dos sapatos que ela usa) a verdade é que a cantora é discreta e aparece constantemente ataviada pelas melhores griffes - caso deste macacão Chanel que até se recusou a desfilar pela passadeira encarnada dos VMAs, indo sentar-se directamente sem circos (pudera!).


 Podemos dizer que alguns acessórios que escolhe (gargantilhas de elástico dos anos 90?) ou stylings que faz não são perfeitos, podemos apontar que tem má postura (é preciso fazer reparar as pequenas que Lorde parece que não tem pescoço, e dizer-lhes que se pode ser gótica e não encolher o pescoço!) mas enfim, se uma adolescente se vestir como ela com os devidos ajustes não vem perigo ao mundo.

Já Taylor Swift mostra bem que veio de uma família culta e elegante e faz justiça à educação que recebeu. Impressiona-me porque não só está sempre impecável e linda como, mais importante do que isso, aparece inevitavelmente ADEQUADA à ocasião, mesmo em circunstâncias exigentes!


 É uma das que podem e sabem usar uma mini saia, mas tem noção de quando a deixar em casa.
 Dos videoclips ao palco, passando pelo dia a dia e por diferentes eventos com vários graus de formalidade, nunca a vi desarranjada nem a cometer um faux pas. Sabe parecer jovem, sexy e bonita sem roçar a vulgaridade. 
 Educar para o gosto é educar bem - ensinem-se as mais novas a aspirar a ter classe, mais do que outra coisa, e evitam-se muitos problemas escusados...

2 comments:

Tania Argent said...

Olha ainda há 2 dias estava a comentar com o meu namorado, basicamente tudo que escreveste no segundo parágrafo! Ele deu na net com o clip Anaconda da Minaj e mostrou-me aquilo dizendo "que nojo, a música não presta o clip é nojento, por isso as miudas parecem umas p*** vestidas"
E de facto, por melhor exemplos que se dê em casa, as energias exteriores parecem muito fortes...

Imperatriz Sissi said...

Tânia, guarda-o que esse namorado é dos bons! Um homem que não aplaude tais coisas vale ouro.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...