Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, October 14, 2014

"Mulherices" sem jeito nenhum do dia. E são três, preparai-vos.



Senhor, dai-me serenidade para suportar as coisas que não posso mudar - entre elas, as idiotices que as filhas de Eva vão fazendo por este Mundo fora e que nos deixam ficar mal a todas.

1- Ontem vi nas redes sociais a imagem acima (à esquerda) e comentei para a família "coitada da Jessica Athayde, que ângulo péssimo que lhe apanharam" - sendo que ela está lindamente e que maus ângulos e má luz acontecem às maiores beldades, especialmente se forem fotografadas em movimento. Quem nunca teve um retrato em que está tão mal que nem se reconhece que atire a primeira pedra e... como eu costumo dizer, "antes ficar mal num do que ser como certas pessoas, coitadas, que não ficam bem em nenhum". 

Nada a dizer e se alguém merece censura é o editor mauzinho que entre imensos instantâneos que sem dúvida tiraram da actriz foi escolher o pior de todos, já a adivinhar falatório e logo, buzz nas redes sociais.

 Claro que um dos cavalheiros cá de casa atirou de imediato que a Jessica estava deliciosamente bem feita, como diria o Eça - prova provada de que homem que é homem não se rala com mariquices-  e não fiz mais caso do assunto até perceber o sururu que ia nos feicebuques da vida à conta disso. 
Mas o mulherio, ou certo mulherio - aquilo a que o tio Eça, ai que falta que ele faz a este paíschamaria sem dó femeaço,  - tratou logo de fazer desta trica um caso de "fat shaming" (com as ressabiadas a chamá-la gorda e coisas piores) e de "skinny shaming" (com as que gostariam de enfardar à vontade mas não podem a defender Jessica insultando por sua vez as modelos magrinhas de "cabras cocaínadas" e coisas assim). Moral da história: invejinha, teu nome é mulher. Vergonha alheia, imensa.

2 - As feministas francesas estão histéricas com uma estátua gigante evocativa da imagem icónica (e terrivelmente romântica) do beijo no VJ - Day em Times Square: sabem, aquela em que um marinheiro beija entusiasticamente a primeira rapariga gira que apanhou a jeito para comemorar estar vivo depois de uma guerra horrível. Coisas que se fazem após momentos tão maus, mas tão maus, que até parecia mal negar um beijinho a quem tinha andado a arriscar a pele pela pátria.
A escultura foi emprestada por um ano ao Museu Memorial da Normandia para comemorar os 70 anos do fim da II Grande Guerra, mas isso não interessa nada: as embirrentas, que carecem de sentido de humor e de um mínimo de capacidade para sonhar, dizem que
 hão-de tirá-la dali para fora porque "não se assinala a paz com uma imagem de assédio sexual". A enfermeira beijocada em causa, Greta Friedman, nunca se queixou do atrevimento do moço, George Mendonza (abaixo) mas pronto, elas sabem tudo e ai de quem as contrarie.

 Se calhar nunca ninguém as quis beijar assim tão apaixonadamente, daí a birra, e de certeza que não sabem nem sonham o que é uma guerra ou o esforço de guerra que as mulheres americanas e europeias fizeram (muitas delas, a sobreviver a assédio sexual a sério e coisas bem piores). Um beijo é crime, o twerk da Nicki Minaj é libertador. Go figure.


3- Por sua vez, dizem as feministas brasileiras que não convém ao seu país ter uma Primeira Dama "linda, loura, rica e de cabelos lisos"...e explicam esse grave problema com os argumentos escritos abaixo. Letícia Weber tem 35 anos, dois bebés gémeos e é formada em moda, crimes gravíssimos para as Madame Min da vida que só gostam do que é feio.





ÚNICA CONCLUSÃO LÓGICA:


Alguém arranje que fazer a estas desmioladas, por favor.


5 comments:

Sérgio S said...

A amiga Jessica anda a tratar-se bem, sem dúvida...

Ariana said...

É como se diz cá pelas minhas bandas: era "uma enxadinha naquelas mãos" a ver se faziam alho de útil...

IMENSA vergonha alheia deste mulherio com mais inveja que miolo (ou só com inveja, mesmo), sem "joy of life", sem nada.

Angel Fly said...

Os comentários à Jessica Athayde são despropositados, mas nada que não seja habitual. Embora o único que eu vi escrito apenas dava um conselho, não sei se pode ser considerado insultuoso.
Agora a história das feministas brasileiras é das coisas mais absurdas que já vi, pois a própria teoria é discriminatória e machista… Agora só porque a possível primeira-dama é bonita já não o pode ser, e dizer que isso significaria um retrocesso, quer dizer agora as mulheres bonitas são um perigo. Já parecem alguns homens retrógrados que quando ouvem uma história de violação acham que a mulher é que não devia estar de minissaia porque estava a pedia-las. Que dualidade de critérios! São tão obcecadas que nem devem perceber realmente o que escrevem!
Haja paciência.

Imperatriz Sissi said...

@Sérgio, acho que ela está muito bem.

@Ariana, de acordo...como diria um grande filósofo que eu conheci, "era uma enxada naquelas mãos de manhã à noite".

@Angel. era um conselho mas há maneiras mais delicadas...Quanto às feministas, são um poço de contradições e ainda por cima é impossível de discutir com elas. Livra!

Imperatriz Sissi said...

@Sérgio, acho que ela está muito bem.

@Ariana, de acordo...como diria um grande filósofo que eu conheci, "era uma enxada naquelas mãos de manhã à noite".

@Angel. era um conselho mas há maneiras mais delicadas...Quanto às feministas, são um poço de contradições e ainda por cima é impossível de discutir com elas. Livra!

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...