Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, November 25, 2014

Liszt, o namoradeiro assustadiço.


  Aqui vos confesso que na minha adolescência tive um fraquinho por Franz Liszt.  
Em certa ocasião, a loja de música onde comprávamos os instrumentos lá para casa ofereceu -nos de brinde um retrato dele e eu fiquei encantada...mas creio que se o tivesse conhecido, me limitaria a apreciá-lo da plateia. Sempre tive horror aos homens namoradeiros, por mais carismáticos que fossem.

O lendário pianista e compositor foi uma combinação rara de génio musical e talento para os negócios: a meio da sua carreira tornou-se tão rico que já não precisava de actuar para viver: fazia-o apenas para angariar fundos a favor de causas nobres.
 Era um ser humano complexo, de grande coração e espiritualidade (chegou a receber Ordens Menores da Igreja Católica) mas simultaneamente, um homem do mundo.



 Filho de um músico de origem alemã ao serviço de um Príncipe Húngaro, cedo se revelou uma criança prodígio, tendo os fidalgos com quem privava assegurado a sua educação musical. Mais do que isso, ter crescido nesse meio facilitou-lhe uma certa altivez de maneiras que mais tarde o haveria de impor nos salões de forma singular: exigia respeito às audiências mais aristocráticas (algo invulgar nos artistas desse tempo) e atrevia-se a fazer coisas que seriam impossíveis a outros músicos, como recusar actuar para a Rainha de  Espanha uma vez que a rígida etiqueta impedia que Sua Majestade lhe fosse apresentada, ou não começar a tocar até que o Czar Nicolau I parasse de conversar com a pessoa na cadeira ao lado. 

 O público surpreendia-se com tanta ousadia, mas adorava-o. Em especial, as mulheres adoravam-no - e ele correspondia-lhes plenamente.


 Alto, elegante, louro, bem parecido, de olhos tristes e penetrantes - com a aura fatalmente misteriosa dos homens húngaros - é muito confuso tentar enumerar os relacionamentos sérios e as dúzias de casos amorosos de Franz Liszt.

 A sua relação mais longa e profunda foi com a Princesa Carolyne von Sayn-Wiitgenstein, que abandonou tudo por ele e com quem esteve para casar, mas ao longo da sua vida as mais belas, bem nascidas e famosas mulheres da Europa caiam-lhe aos pés: a escandalosa bailarina Lola Montez (de quem Liszt fugiu a bom fugir...coberto de razão, honra lhe seja feita) a Princesa-jornalista italiana Cristina Belgiojoso, a excêntrica Baronesa "a Gata Negra" Olga von Meyendorff, a Condessa Adèle de la Prunarede, a Condessa polaca Olga Janina (que ameaçou matá-lo quando o affair terminou) e a linda cortesã Marie Duplessis (a célebre Dama das Camélias) foram apenas os mexericos mais conhecidos.



 Mas um dos maiores apertos em que Liszt se viu terá sido quando a sua amante (e mãe de três filhos dele), a Condessa-escritora Marie d´Agoult, que tinha deixado marido e prole para viver com ele, se travou de razões com a sua "amiga" (e por sua vez, amante de Fréderic Chopin) - a famosa autora George Sand


George Sand e Marie d´Angoult
Cansada de ver a excêntrica George Sand a enganar Chopin, fazendo olhinhos a Liszt e sentada por baixo do piano enquanto ele tocava, a Condessa, reverdida de ciúmes, desafiou a escritora para um duelo - um duelo à unhada!
 Enquanto as duas se esgatanhavam literalmente por causa dele, numa cena muito pouco condizente com a dignidade feminina que seria de esperar de mulheres inteligentes, Liszt (que media quase 1,90!) em vez de as separar com a racionalidade masculina que lhe competia...ficou escondido dentro de um armário até que ambas se acalmassem.

Aqui fica mais uma prova de que quanto mais namoradeiro é o cavalheiro, menos homem é...a relação com a Condessa terminou ali. Não se sabe se por causa da atitude descontrolada dela, se à conta do pouco cavalheirismo dele.

 Mas Liszt não aprendeu a lição e já na terceira idade, continuava a conquistar belas jovens, ressalvando no entanto "nunca seduzi uma donzela". Com a sua alergia ao confronto, não admira que quisesse evitar sarilhos maiores...


Inspiração: Irving Wallace, a Vida íntima de gente famosa








No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...