Recomenda-se:

Netscope

Monday, December 22, 2014

18 coisas que precisam de ficar em 2014

Não sou de levar muito a sério isso de resoluções de Ano Novo, mas para já acho que vou inventar uma: olhar menos para o que se passa à minha volta (ou esquecer-me das lentes de contacto, que vai dar ao mesmo). Assim não reparo em detalhes desagradáveis que nos entram pelos olhos dentro, consigo a proeza de ser super tolerante, como é moda agora, e abstenho-me de martelar mais no mesmo: há tópicos que espero deixar de abordar aqui no IS porque...não vale a pena bater no ceguinho!
  

1 - Modismos parvos...

...venerados de forma bacoca pela blogosfera e redes sociais, de forma tão repentina e forçada que parece que aderiu tudo a uma seita, daquelas que dão direito a lavagem cerebral. Sumos detox, super panelas que fazem tudo, restaurantes super trendy que vêem no guia online dos arrivistas de serviço, pequenos almoços ultra saudáveis para Instagram ver (aposto que metade tira a selfie, dá o "petisco" ao gato e vai regalar-se com um belo pastel de nata...pantominice, much?). Até para ser snob é preciso um bocadinho de autenticidade e pensar pela própria cabeça. Fingir que se apreciam "gostos adquiridos" ou comprar engenhocas da moda só porque é chic...poupem-me!

2-Portmanteaus com nomes de famosos ou casais famosos

Brangelina, Kimye, KMid (para se referir à Duquesa de Cambridge)...e milhares de outros jogos de palavras do género, detectáveis até pela pessoa menos interessada neste tipo de patetices (desde que essa pessoa tenha a pouca sorte de precisar de acompanhar a imprensa). Foi irritante no início, é irritante há anos; já ensinaram aos adolescentes o que portmanteau quer dizer, agora basta.


3-Extensões de pestanas


Nem todas são abençoadas com cílios longos, mas é preciso colar umas lagartas peludas nos olhos? Não fica natural e não é bonito. Usar esses artifícios para uma ocasião especial tudo bem, recorrer a extensões se se for mesmo desprovida por qualquer razão é compreensível, agora exageros não ajudam ninguém.

4- Nail art


Enough said. Muito, muito enough said por aqui.  Se o Criador quisesse que algum ser andasse por aí nesses preparos tinha dado a nail art a um bicho colorido, como o Papagaio. Alguma vez viram um papagaio de unhas às cores? E daí já não digo nada, há pessoas tão viciadas nisso que até as garras do passaroco pintam se ele não fugir a tempo.


5- Sair à rua com maquilhagem de televisão

Acho lindamente que a arte da maquilhagem se tenha tornado mais comum (aqui há uns anos era deprimente ver muitas portuguesas jovens com cara de quem saiu da cama e a criticar quem gostava de um visual mais polido) mas...graças aos imensos blogs de makeup junkies por este mundo fora, aos tutoriais do Youtube, etc, vejo muita gente a andar por aí  pintada como se estivesse sob os holofotes. 
 Há a maquilhagem para o dia, para trabalhar, para um evento, para o palco, para a TV, para a passadeira encarnada...e sim, podemos aplicar a magia  do contouring à luz do dia, mas há formas subtis de o fazer.

6- A glorificação de Kim Kardashian e seu partenaire...

...nas revistas de moda de que se espera classe e exclusividade. A socialite é tão famosa como os Beatles e temos de engolir isso como um sinal dos tempos, mas parem de nos tentar convencer de que é um ícone de estilo ou - fujam que o mundo está perdido- de elegância. E por favor, comecem a cultivar exemplos melhores. 

7-Lena Dunham

 Parem de tentar fazer passar esta rapariga destrambelhada por bonita, espirituosa e pior, "um génio". Pelas alminhas.

8- Coisas a puxar à lágrima

Vídeos fofinhos, citações lamechas e cheias de lugares comuns em brasileiro a empestar as redes sociais, livros de pseudo ou ex celebridades a contar como sobreviveram a isto e àquilo, para alimentar o voyeurismo e choradinho fácil da populaça. E a metade da humanidade que não quer saber porque só se preocupa com coisas realmente importantes, como fica?


9- A moda dos "big butts". E do twerk.




Já falei demasiado sobre o assunto e não quero  indignar-me mais com o mesmo. 2014 foi oficialmente the year of the booty, e o que isso tem de vulgar não está escrito. Gostaria de não continuar a ver derrièrres ambulantes em 2015, mas receio que seja pedir muito.

10- A Kizomba

Pela mesma razão, e por todas as enumeradas ad nauseam. Chega. Acabar o ano a ver cartazes "Kizomba Christmas Party" com músicas estilo "amor da minha life" é mau demais para as minhas capacidades. Todas as modas passam e espero que esta seja mais uma...


11- O calçado de ar barato...e com aplicações douradas


Seja botins, sapatão ou pump gigantesco - finalmente foram largando as Litas, mas substituíram-nas por isto. Que é igualmente mau, e pior um pouco quando feito de material duvidoso. Qualquer supermercado de calçado económico da vida vende modelos mais bonitinhos e discretos. Têm todas de usar o mesmo? É que quase se pode traçar o perfil à pessoa só de lhe olhar para os pés...


12- O feminismo e o sexismo atirados a esmo...

...por tudo quanto é celebridade, em tudo quanto é artigo.


13 - Livros de má qualidade...a pôr ordinarices na cabeça das mulheres desesperadas.

A sério, mulheres desse género já envergonham o belo sexo e causam complicações a todas as outras. Não lhes dêem mais ideias, nem força, com "romances" patetas que se transformam em filme ou citações de fazer corar uma varina, tiradas de romances light-pseudo-inteligentes para partilhar nas redes sociais.


14- A mania "as gordinhas podem usar tudo e é proibido dizer o contrário"

Na cauda da "ditadura da beleza real" e da obsessão por mostrar muita pele (como se andar semi despida por aí seja um privilégio a que se deva aspirar) veio esta moda. Atenção, existem excelentes blogs de moda plus size, mas outros tantos maus.  NINGUÉM, gordo ou magro (nem as modelos!) fica maravilhoso com TUDO. Crop tops, mini saias...poder usar até podem, não obriguem é os outros a elogiar. Há sempre forma de actualizar o visual sem prestar um péssimo serviço a si própria - e montes de roupas bonitas que favorecem curvas plus size. Assim, por exemplo:

 Não sei porque têm de vestir o que cai mal só para tentar provar alguma coisa a alguém.


15- Vestidinhos bodycon


Já eram vulgares e feios em 2010, fora de moda em 2013 e no final de 2014 não fazem mesmo sentido, a não ser num strip club e olhem lá. Principalmente quando envolvem pernas e glúteos roliços. Há muitas maneiras feias e desconfortáveis de mostrar pele, mas esta já cansa.

16 -As ceroulas do demo




Tenho andado de ano para ano a rezar para acabarem com isto, mas nada feito - o que prova que quanto mais disparatada (e menos adequada a pessoas rechonchudinhas) é uma tendência, maior a probabilidade de se tornar epidémica. Adorava fechar 2014 sem dizer o mesmo pela enésima vez, mas you can´t always get what you want. Há vários tipos de calças justas que as pessoas com corpo para isso podem usar e que não são meias promovidas. Nem calças de yoga fora do ginásio. E.por favor, não lhes chamem "LEGGINS". Nunca. São leggings, com "G" e não servem de calças, jamais, em tempo algum.

17- Best sellers de encher chouriços, calendários provocadores, tendências de moda, etc... a atacar a Fé Cristã


Por caridade, não têm mais nada que escrever ou fotografar? Nenhum tabuzinho a derrubar que não ofenda as crenças alheias?  Fazem-no porque já sabem que recebem a outra face por parte de Sacerdotes e fiéis, claro. Mas mesmo que não se seja religioso, já cansa. Nem choca - acho que parou de chocar nos anos 80 - é só blasfémia gratuita. Cresçam e ultrapassem os traumas de infância, sim?

18- Calças transparentes



A menos que se chame Cara Delevingne, é praticamente impossível ficar bem nisso. Para não falar que o recato sofre e de que maneira. É mesmo a dizer "eu queria era vir sem calças, mas obrigaram-me". A sério, os designers não pensarão no efeito que isso tem nas pessoas menos esguias, menos informadas e com uma lata descomunal? O mesmo para vestidos e saias em musselina ou devoré. E o pior? Adorava que assim não fosse, mas creio bem que vão continuar a aparecer no próximo ano. Brace yourselves!












No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...