Recomenda-se:

Netscope

Saturday, December 13, 2014

7 truques de styling, beleza e shopping que fazem a diferença (na elegância, no relógio e na bolsa)


Já imaginou como seria se SÓ tivesse no armário coisas que a favorecessem a 100% (ou quase, vá lá) e se todas as suas manobras diárias de beleza fossem rápidas e eficientes?
 É certo que perfeição não existe, mas integrar alguns raciocínios simples no dia a dia descomplica, agiliza, poupa dinheiro, acrescenta aquele je ne sais quoi de elegância e permite deitar pela janela fora muitas inseguranças femininas.

1- Cabelo "à francesa"

As parisienses são um mito europeu de elegância muito por culpa do seu chic sem esforço, assente em rotinas simples e muita joie de vivre.  Uma dica repetida ad nauseaum sempre que se fala no estilo francês é ter um corte que favoreça o rosto e funcione para a textura do cabelo, além de uma coloração (se for o caso) próxima do natural. Ou seja, nada que dê muita canseira e que se mantenha decente no segundo dia. Um visual que funcione tanto quando há tempo para fazer um brushing "a sério" como para os dias em que tem pressa conta 50% para estar sempre bem arranjada e confiante. Se nas manhãs de correria o seu cabelo fica fantástico com uma secadela à toa e um jeito à franja, está no bom caminho. Caso contrário, peça ao seu cabeleireiro que se deixe de fantasias e lhe crie o melhor corte "não te rales" que puder inventar, de acordo com a sua preferência. Curto ou comprido, com ou sem franja, a chave está na rapidez e facilidade com que consegue tratar dele sozinha.


2 - Pele à moda do Oriente


Alguém muito sábio disse "se tiver um cabelo bem tratado, uma pele bonita e bons sapatos, uma rapariga salva-se com qualquer trapinho". As japonesas são fanáticas da limpeza e as coreanas têm uma verdadeira obsessão com o tratamento e a protecção solar- afinal, foram elas que inventaram o BB Cream! De nada serve ser uma makeup junkie, ter os produtos mais modernos e caros do mercado, se a pele estiver entupida, ressequida ou apresentar imperfeições e causar qualquer tipo de desconforto.  É impossível ter o ar certo sem uma pele luminosa, por mais bem vestida e maquilhada que se esteja. Nada disto implica uma rotina de beleza complicada nem gastar rios de dinheiro, antes pelo contrário: limpeza, hidratação e protecção são o suficiente. Quanto menos tiver que disfarçar, mais rápida  será  a sua maquilhagem e mais fresco o seu aspecto.

3- Não ceda um palmo


Independentemente das tendências do momento, as bainhas (de calças, saias, vestidos, calções...) mangas, botas e botins devem terminar sempre nas zonas mais magras do corpo (a não ser que pretenda acrescentar volume em determinadas áreas - aí fará o contrário). Como isto difere para cada pessoa, é impossível às marcas de pronto-a-vestir, mesmo as melhores, criar o que favorece ao milímetro cada cliente. Nada como cultivar bom olho para escolher peças adequadas e ter a seu lado uma boa costureira e um sapateiro engenhoso para fazer as adaptações necessárias. 


 4- Não mostre o que não deve
Imagem via.

Não compre nada que revele as zonas do corpo que a preocupam ou que a deixe minimamente desconfortável consigo própria- assim poupará recursos, espaço e arrependimentos. 

Já o disse aqui - não se trata só de uma questão de decoro (embora o decoro seja muito importante e o mistério mais sedutor do que o óbvio). Mas porque é que uma mulher há-de chamar a atenção para as áreas de que gosta menos?
 Porque está na moda? Lá porque é tendência não quer dizer que vá bem a todas. Para captar olhares? Nem toda a atenção é boa; mais vale dar apenas em certas vistas e só por boas razões. 

Quando a roupa é muito "descapotável" ou coleante, além de mostrar muita pele mostra muito desespero...e deixa à vista cada defeitinho para toda  a gente ver. Se tem dúvidas em relação à sua barriga/pernas/whatever, não as partilhe com o mundo: vai passar o dia a interrogar-se se os outros também reparam que tem isto ou aquilo muito gordo ou muito magro, etc. 
Além disso, certas roupas, mesmo apropriadas, estão reservadas aos dias em que se sente bem. Se lhe parece que está mais rechonchudinha por alguma flutuação hormonal, deixe aquela camisola de malha justa para outra vez. Não arranje razões escusadas para sentir complexos: a vida é demasiado curta!

5 - Não esconda o que tem de bom


Isto não quer dizer cair no erro descrito acima com decotes exagerados, calças justíssimas estilo Kim Kardashian ou micro saias disparatadas, mas orientar as suas compras/escolhas (e eventualmente, a sua costureira) para aproveitar os seus melhores atributos. 
Se tem uma boca bonita, atenue o smokey eye e invista antes num bâton mais vibrante; se a sua cintura é vincada, fuja dos vestidos soltos e tops boxy que agora estão na moda: só vão fazê-la parecer mais larga do que é na realidade e escondem um ponto forte que muitas mulheres matariam para ter; se a Natureza lhe deu pernas elegantes, não ande sempre de calças; caso tenha um busto bem feminino, evite os decotes exageradamente fechados que "abafam" os ombros e atarracam as figuras mais curvilíneas. Tem formas? Deixe os vestidos esvoaçantes e finos para modelos com figura de adolescente: o que lhe vai bem são bons cortes, tecidos e cores ricas. Nasceu com caracóis luxuriantes...porque é que faz alisamentos de longo prazo para ficar igual a toda a gente? Em vez de choramingar porque a tendência do momento não lhe assenta, concentre-se nas qualidades que Deus lhe deu. As tendências passam dali a seis meses e assim como assim, muitas só servem para atafulhar o guarda roupa, prometo.

6 - Não compre só quando precisa

Isto não significa comprar coisas supérfluas, antes pelo contrário...
 Mas um guarda roupa completo e adequado não se constrói à pressa, nem com um "banho de loja": o mais certo é não haver à venda tudo o que procura ao mesmo tempo. Há poucas coisas tão frustrantes como correr a cidade em busca "daquele vestido" para um evento, de um fato para trabalhar ou - mais incompreensível ainda - de umas simples calças pretas de bom corte. Por isso, uma compradora inteligente faz aquisições das coisas que aprecia e de que precisa quando há e quando pode. O segredo está não em comprar muito, mas na bela arte de ir comprando.
 Ou porque o modelo que lhe fica bem está na moda naquela estação e aparecem muitos exemplares, ou porque viajou e encontrou, ou porque apareceu na net ou está em saldo, etc, etc. Se sabe que é uma coisa que usa sempre e tende a gastar-se (tops pretos de manga 3/4 , por exemplo) não sinta remorsos de adquirir em quantidade. Mais vale isso do que gastar tempo e dinheiro em peças de que nem gosta só para acudir a uma emergência.
 Reserve as compras de última hora ou por impulso para amores à primeira vista e pequenas actualizações de acordo com as tendências.

7 - Uniformes rápidos para dias especiais

Já se falou aqui no estilo "modelo à paisana" para estar pronta rapidamente em dias de pressa e pouca criatividade. Ter um "uniforme" sempre à mão é sinal de que se conhece muito bem e de maturidade de estilo!

 Ora, a roupa mais formal ou festiva também precisa de uniformes, na eventualidade de convites inesperados: um jantar da empresa, uma surpresa da cara metade que arranjou bilhetes para qualquer espectáculo...
 É claro que há sempre a tentação de compor toilettes com os tops, vestidinhos e sapatinhos de festa que comprou e nunca usou, mas...isso é exercício para outros Carnavais. 

Quando há pressa, não convém arriscar. Os smokings de senhora, as saias lápis de tecido luxuoso com uma simples camisa estilo Carolina Herrera, os pequenos vestidos pretos e outras peças/coordenados do género inventaram-se precisamente para ocasiões destas.
 Tenha-os sempre limpos, passados, à mão e com bainhas/botões/acertos no lugar, para garantir que fechos funcionam, que nada deixou de servir, que assentam como deve ser e assim por diante. Também convém ter de parte os sapatos que já se sabe que resultam e lingerie para estas situações: "aquele" soutien que dá com o vestido X ou Y, roupa interior cor de pele para cores claras...não vale desesperar-se porque há marcas por baixo da roupa!
 Depois é só dar um jeito ao cabelo e um toque à maquilhagem e já está, Speedy Gonzalez.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...