Recomenda-se:

Netscope

Monday, January 12, 2015

Miremo-nos nos Globos de Ouro, para nosso governo.

Amal Alamuddin Clooney, a presença mais aguardada da noite, optou por um visual understated com Dior Haute Couture e luvas da sua própria colecção. Nada contra o vestido discreto e de bom corte, só que o dress code não pede luvas...


Preparar a toilette para os Globos de Ouro - ou para um qualquer evento do género - não é, em princípio, nada do outro mundo.
 Escolhe-se um vestido de acordo com o dress code, obviamente longo, com o decote certo e o tecido e tom adequado para a silhueta de quem o vai usar, isto (de preferência) com a ajuda de um personal stylist/shopper competente. Depois, selecciona-se o calçado e acessórios e o que se segue é esse personal stylist competente levar a cliente a uma costureira ou modista igualmente capaz para fazer o devido corte e costura. Resta criar de antemão o penteado e a maquilhagem junto de profissionais de confiança e... está feito.

  Se para uma pessoa comum com um pouco de gosto e minimamente organizada isto não é nada de extraordinário, tendo as estrelas acesso aos melhores profissionais e recursos praticamente ilimitados (ora porque podem comprar o que quiserem, ora porque têm patrocínios) é sempre estranho ver quando algumas falham sem necessidade.

  Arrisco dizer que umas actrizes não primam pelo gosto/conhecimento e não terão personal stylist (tem sido notada a mudança em muitas celebridades que se entregaram nas mãos de profissionais como Rachel Zoe, por exemplo), outras andarão com o stylist errado, que as convence a usar qualquer coisa emprestada ao último minuto por esta ou aquela casa de moda, outras faltam à costureira, outras ainda não querem saber, fora as fashion victims que querem experimentar tudo.

É que bem vistas as coisas, um vestido de cerimónia tem pouco por onde errar uma vez sabendo-se o código exacto e conhecendo o corpo de quem o vai vestir. Basta não inventar muito. Podem ver todos os looks aqui, mas seleccionei alguns exemplos que podem ser úteis a quem precisa de escolher um vestido para uma ocasião do género:



Quem não acertou:
Melissa McCarthy, que admitiu ter juntado algumas peças que tinha em casa: esta nunca é uma ocasião para arriscar, e a uma senhora voluptuosa não convém abafar demasiado o colo...um coordenado Carolina Herrera teria dado o efeito pretendido sem erro.


Rosamund Pike, de Vera Wang - o decote errado (e mal ajustado) destrói tudo.
Mulheres com busto acentuado precisam de apoio e não há como contornar essa regra...



Keira Knightley: não importa se é Chanel, um vestido para a ocasião tem de ter cara disso, além de que se perdeu a cintura...


Kerry Washington: podia ter sido o melhor visual da noite se o vestido Mary Katrantzou (que é um assombro) viesse com o comprimento certo, os sapatos adequados e um penteado diferente. Um erro de styling que deitou tudo a perder.



Lena Dunham, de Zac Posen: embirro com ela, mas o visual mereceria elogios se tivesse o decote certo e um pouco de manga. A cor, o styling, tudo um amor...só é pena estar pendurado por ali em vez de assentar onde deve!


Cindy Crawford: custa-me a crer que estou a dizer isto de uma top model lendária, mas o vestido parece de poliéster e não faz nada pelo busto dela. De certeza que tinha no armário alguma relíquia mais apropriada.

Felicity Huffman: vestido perfeito...para outra ocasião qualquer.


Jane Fonda: assenta-lhe impecavelmente e tomaríamos todas chegar à sua idade com uma silhueta destas, mas...os alfinetes não são apropriados para uma senhora, nem aquele tipo de decote. Esses recortes que tanto sucesso fizeram nos anos 90 são vulgares em qualquer idade, por mais que tentem ressuscitá-los...


Quem acertou:


Julia Goldani: decote perigoso, mas perfeito para mulheres de torso e braços esguios. Óptimo exemplo de corte e cor correctos para quem veste!


Emily Blunt, Michael Kors: a simplicidade resulta sempre, desde que o fitting seja impecável.


Helen Mirren, Dolce & Gabbana: algumas pessoas teriam algo a dizer quanto à cor, mas no que se refere ao modelo, tendo em conta a silhueta da actriz, é assim que uma senhora se veste. Um bonito decote e mangas nunca deixaram ninguém ficar mal. Linda!


Catherine Heigl, Zac Posen: exemplo perfeito de como uma cor rica e clássica, um tecido consistente, um decote fabuloso e um modelo intemporal fazem as beldades brilhar.


Heidi Klum, Atelier Versace: nada de transcendente: estilo clássico, cor vibrante, bom fitting e está feito.

O vestido na passerelle (esq) e depois de Diane Kruger o levar à costureira. Convencidas?


Diane Kruger com um vestido Emilia Wickstead: incluí o modelo original na passerelle para mostrar como um corpo diferente e uma boa costureira podem fazer a diferença entre o "assim assim" e o extraordinário. Reparem naquela cintura - estupenda escolha.



Duas ruivas de Versace: Jessica Chastain e Amy Adams optaram por tons metálicos cingidos ao corpo, estilo Deusa Grega. Não será a escolha mais espectacular, mas funciona sempre desde que...aqui me repito, haja um fitting impecável e o tecido, embora maleável, seja espesso que chegue para não marcar onde não deve.






























1 comment:

Fashionista said...

excelente post, como já é hábito!

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...